VÍDEO: Polícia Civil prende dois suspeitos pelo triplo homicídio em Quilombo

Foram presos temporariamente dois jovens de 20 e 24 anos; a Polícia Civil segue investigando o caso e as motivações ainda não foram reveladas

Dois jovens de 20 e 24 anos foram presos pela PC (Polícia Civil) de São Lourenço do Oeste suspeitos de participarem do triplo assassinato registrado na madrugada do último sábado (30), no interior de Quilombo, no Oeste de Santa Catarina. A prisão ocorreu na noite desta terça-feira (2).

A prisão temporária foi feita por meio da DIC-Fron (Divisão de Investigação Criminal) de São Lourenço do Oeste. Depois de presos, os dois homens foram ouvidos e encaminhados para o Presídio Regional de Chapecó, onde se encontram à disposição da Justiça.

Assista o momento da prisão:

Investigações iniciaram na madrugada do crime

A Polícia Civil deu início às diligências investigativas ainda na madrugada do crime em busca de informações e coletas de provas para esclarecer a(s) autoria(s) e sua(s) motivação(ões).

De acordo com a Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (1) houve representação pelas duas prisões temporárias, justificadas como medida imprescindível para as investigações, no sentido de esclarecer os fatos, bem como garantir a escorreita colheita de provas no curso dos trabalhos. As investigações prosseguem em sigilo.

Relembre o crime

O crime brutal ocorreu na madrugada de sábado (30) na linha Pinhal, interior do município de Quilombo. Dois homens encapuzados invadiram uma casa, por volta das 00h30, e dispararam contra quatro pessoas.

Três jovens, sendo dois de 19 anos e um de 16, foram mortos. Uma mulher de 25 anos foi internada em estado grave no Hospital São Bernardo, em Quilombo.

A PM (Polícia Militar) foi acionada e no local, foram constatadas quatro vítimas baleadas por arma de fogo. Segundo as informações repassadas pelos oficiais, testemunhas relataram que dois homens encapuzados e armados entraram na residência mandando todos os presentes deitarem-se no chão.

Um dos jovens de 19 anos e o adolescente, de 16, ainda estavam com vida quando a equipe da SAMU os socorreu. Eles foram encaminhados ao hospital, mas não resistiram aos ferimentos.

A mulher de 25 anos segue internada com lesões graves. Depois de ouvir as testemunhas, a guarnição da PM se deslocou para o hospital juntamente com um grupo de polícias Civis, para ouvir o testemunho da vítima.

Lá, ainda de acordo com as informações da PM, uma enfermeira entregou para os oficiais uma quantidade de substância análoga a maconha que estava no bolso do homem de 19 anos.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia