Vítima de feminicídio em Blumenau treinou para os Jasc e participaria da competição

O treinador do time feminino de futebol conversou com a reportagem do ND+ e contou como Deniza era como jogadora

A paranaense Deniza Soares Kukul, que foi vítima de feminicídio na madrugada do último domingo (28) ficou muito perto de disputar os Jasc (Jogos Abertos de Santa Catarina) por Blumenau. A mulher chegou a compor o elenco do futebol feminino, mas foi cortada da relação final por conta da redução no número de atletas inscritas.

Deniza estava treinando com o time que disputou os JASC por Blumenau – Foto: Divulgação/NDDeniza estava treinando com o time que disputou os JASC por Blumenau – Foto: Divulgação/ND

A informação foi passada pelo técnico do time feminino de Blumenau, César Paulista. O treinador conversou com a reportagem do ND+ e contou como Deniza era como atleta. A mulher de 29 anos, participou de uma seletiva e estava entre as selecionadas para jogar por Blumenau.

“Ela realizou três, quatro treinos com a gente e já estava no time. Como diminuiu o número de atletas para levar no hotel, eu não inscrevi ela na relação de atletas do JASC”, explicou o técnico.

Atacante habilidosa

Conforme César Paulista, Deniza era uma atacante que vivia um momento de transição do futebol suíço para o campo. De acordo com o treinador a mulher era habilidosa com a bola no pé, apesar de ainda estar se adaptando ao campo.

Morte abalou o time

Paulista disse que a morte de Deniza abalou as colegas de time. “Nos pegou de surpresa (a morte da Deniza). Chegamos dos Jogos na quinta e dois dias depois recebemos a notícia. Abateu o nosso time, as meninas ficaram chocadas”, contou.

Deniza foi assassinada pelo próprio marido – Foto: Reprodução/Internet/NDDeniza foi assassinada pelo próprio marido – Foto: Reprodução/Internet/ND

Relembre o caso

O assassinato ocorreu na madrugada de domingo (28) no bairro Fortaleza Alta. Deniza foi morta com uma facada enquanto estava com mãe no carro após discutir com o marido. A Polícia Militar chegou a procurar pelo suspeito, mas sem conseguir localizá-lo. Na última quarta-feira (1°) o marido de Deniza, Alexsandro Pereira, se entregou à polícia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

JASC

Loading...