Viúvo reage à abordagem da PM, atira em policiais e acaba morto em Concórdia

Homem de 39 anos estava com os bolsos recheados de munições e, conforme a polícia, estaria sob efeito de drogas

Um homem de 39 anos morreu após confrontar policiais militares com um revólver.38, nesta manhã de quinta-feira (7), em Concórdia, no Oeste de Santa Catarina. O caso ocorreu no bairro Sintrial, por volta das 9 horas, quando a PM (Polícia Militar) recebeu uma denúncia de que o suspeito desembarcou de um caminhão e estava caminhando armado na rua 29 de julho.

Caso aconteceu em Concórdia – Foto: Atual FM/NDCaso aconteceu em Concórdia – Foto: Atual FM/ND

O comandante da PM em Concórdia, o tenente-coronel Christopher Rudolf Froehner, relatou ao ND+ que os policiais foram até o endereço e tentaram abordar o suspeito, que estava bastante alterado. “Eles conversaram com esse cidadão, mas ele não acatou as ordens iniciais. A guarnição insistiu, mas ele atirou contra os policiais”, relatou Froehner. A polícia revidou os tiros e o homem morreu na rua. Os Bombeiros Voluntários de Concórdia constataram o óbito.

Froehner não soube precisar quantos tiros acertaram o suspeito, que estava com 33 munições de calibre.38, porções de crack e cocaína, segundo a polícia. “É difícil afirmar, pois, ele estava com o comportamento alterado, mas tudo leva a crer que estava sob efeito de alguma substância de entorpecente”, completou o policial.

Ele acredita que a reação dos policiais foi bem-sucedida. “Os nossos policiais, devido ao vasto conhecimento de confortos armados em área urbana, aplicaram a técnica correta e, graças a ela, nossos policiais se salvaram”, completou. A PC (Polícia Civil) investiga a ação policial.

Projéteis que ficaram na rua onde ocorreu o caso – Foto: Atual FM/NDProjéteis que ficaram na rua onde ocorreu o caso – Foto: Atual FM/ND

O homem não teve o nome divulgado, mas possui longo histórico criminal por como ameaça, lesão corporal, posse de droga e também por investir contra policiais. O IML (Instituto Médico Legal) foi acionado para recolher o corpo que passará por necropsia.

Ele, inclusive, é viúvo de uma mulher morta há alguns dias no bairro Flamengo, em Concórdia, durante um suposto assalto. O crime teria ocorrido na madrugada, mas a PM só foi chamada às 7h.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...