Policial baleado em assalto a banco de Criciúma segue em estado grave

PM afirma que o quadro clínico de Jeferson Esmeraldino, de 32 anos, ainda inspira cuidados intensivos

O policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, baleado durante o assalto a banco em Criciúma, segue em estado grave. Apesar de não estar mais sedado e ter passado as últimas horas sem febre, o que são sinais de recuperação do paciente, o quadro clínico do soldado ainda inspira cuidados intensivos.

O policial Jeferson Esmeraldino foi baleado durante assalto a banco em Criciúma – Foto: Reprodução/Redes SociaisO policial Jeferson Esmeraldino foi baleado durante assalto a banco em Criciúma – Foto: Reprodução/Redes Sociais

É o que diz no boletim divulgado pela corporação na manhã deste sábado à imprensa. Esmeraldino tem 32 anos e foi atingido por um tiro no abdômen durante confronto com os bandidos que sitiaram a cidade no Sul de Santa Catarina.

O projétil acertou o fígado e o estômago do militar, que passou por três cirurgias. Ele está internado no Hospital São João Baptista, em Criciúma, e os médicos estão confiantes que “logo ele despertará e retomará os sentidos”.

>> Preso em Blumenau 12º suspeito por assalto a banco em Criciúma

NOTA PMSC

A Polícia Militar de Santa Catarina informa que o soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, 32 anos, que atua na 3 Cia, no 9 BPM de Criciúma, já não se encontra mais sob sedação e também não apresentou mais febre.

Segundo o Capitão Médico Curcio, da FS 6RPM, “apesar das boas melhoras, o quadro do soldado ainda é grave e inspira cuidados intensivos.”

+

Segurança