Policiamento é reforçado em Fonte Nova após grupo esquartejar e queimar homem preso

Linchamento ocorreu na sexta-feira (17), após um grupo invadir a delegacia local e retirar o preso, acusado de estuprar e matar uma menor

População se reúne em praça para ver corpo de acusado sendo queimado – Foto: Reprodução/Facebook/NDPopulação se reúne em praça para ver corpo de acusado sendo queimado – Foto: Reprodução/Facebook/ND

Cerca de 40 policiais, sendo 10 civis e 30 militares, foram deslocados para reforçar a segurança no município amazonense de Fonte Boa após linchamento de um preso acusado de estuprar uma menor.

Na sexta-feira (17), um grupo de pessoas em fúria invadiu a delegacia local para retirar o preso Ronald Gomes Borges, de 28 anos. Ele foi esquartejado e queimado em uma praça local. O linchamento foi acompanhado por moradores e vídeos foram publicados até em sites da região.

Leia também:

Borges teria estuprado e matado uma menina de 10 anos, moradora do município, e escondido o corpo dela embaixo de uma cama em sua própria casa. A menina ajudava a esposa de Borges a preparar bolos e biscoitos que eram vendidos na cidade. A própria companheira do acusado teria encontrado o corpo da criança e fez a denúncia.

Os policiais além de segurança, vão ajudar a identificar os participantes do linchamento. Eles também depredaram a delegacia e destruíram as viaturas policiais. O município tem pouco mais de 17 mil habitantes

+

Segurança

Loading...