Primeiro assassinato deste ano em Florianópolis é de uma mulher

Dilamar, que vivia com um adolescente de 17 anos no Morro da Serrinha, era envolvida no tráfico de drogas

Mulher assassinada
O primeiro homicídio ocorrido em Florianópolis em 2016,  na semana passada, foi de Dilamar Nunes de Oliveira, 32 anos, no bairro Serrinha, em Florianópolis. Conversei com o delegado da Homicídios, Ênio Mattos de Oliveira, e ele ressaltou a dificuldade em esclarecer esse crime, porém não tem dúvidas que o homicídio está relacionado ao tráfico de drogas.  A única testemunha do assassinato é o namorado, um adolescente de 17 anos, com quem ela vivia, no Morro da Serrinha. O garoto falou que os atiradores estavam encapuzados, vestiam roupas pretas e usavam luvas. Os suspeitos invadiram a casa pela porta da frente e dispararam vários tiros contra Dilamar. Ela era envolvida em organização criminosa em Palhoça e se mudou para a Serrinha por causa das ameaças.  Em julho de 2014, Dilamar havia sido presa pela Draco (Divisão de Repressão ao Crime Organizado) junto com outros seis suspeitos de atentados entre março e abril daquele ano. “É bem provável que ela queria colocar um ponto de drogas na Serrinha”, comentou o delegado.

Linchamento
Se não fosse a intervenção de policiais militares e de bombeiros, um ladrão que agia na Costa da Lagoa, no Leste da Ilha, teria sido linchado. O suspeito foi preso em flagrante pelo dono da casa que ele estava tentando arrombar. Logo em  seguida, surgiram outros moradores que começaram a espancar o intruso. A PM teve que acionar o Corpo de Bombeiros para se deslocar ao local com um bote inflável e tirar o ladrão/vitima da fúria das pessoas. 

BRs humanizadas
A Polícia Rodoviária Federal está comemorando a redução significativa no número de mortes e feridos em acidentes nas rodovias federais de Santa Catarina entre os anos de 2014 e 2015. Foram 76 mortes a menos em 2015. O índice de feridos leves e graves também diminuiu. O número de mortes em 2015 é o 2º menor dos últimos 21 anos. A diminuição está relacionada à maior fiscalização. As multas por embriaguez bateram recorde no ano passado: 4.434.

Prisão
O delegado de São Joaquim, Diego Gonçalves, prendeu neste fim de semana Rodrigo Fernandes acusado de matar um rival a pauladas e depois colocar fogo no corpo, tentando simular um acidente. O crime ocorreu em setembro do ano passado. Após sucessivas noites mal dormidas investigando o caso, o delegado descobriu toda a farsa e requisitou a prisão temporária do agressor. Rodrigo foi localizado e capturado em São Joaquim.  Depois de ouvi-lo novamente, o delegado o conduziu para o Presídio de Lages.

Armas
Durante rondas de rotina na rua Santo Antônio, em São José, próximo ao Beco do Camacho, policiais do 7º BPM perceberam um tumulto em loja de bebidas e, ao se aproximarem do local, os envolvidos se dispersaram, ficando apenas um adolescente de 17 anos. Na revista pessoal, os policiais apreenderam duas pistolas de uso restrito: uma Taurus, calibre .40, PT100, pertencente à PMSC e uma glock 19, calibre 9 mm. As duas armas estavam municiadas. O adolescente contou que na hora em que a guarnição surgiu, um homem pediu para ele guardar as armas.

Divulgação/ND

Suspeito de assalto foge da PM e deixa duas pistolas de calibre restrito com adolescente de 17 anos

Marido ciumento
A Polícia Civil de Herval d’Oeste, desmascarou um homem de 29 anos, que se auto lesionou e mentiu que as agressões teriam sido feitas pela companheira de 42 anos. Investigando junto à vizinhança, os policiais foram informados de ter havido uma briga entre o casal na noite anterior e na manhã dos fatos. A mulher se apresentou na delegacia e alegou que o marido teria transtorno bipolar. A polícia descobriu que ele fez isso por ciúmes.

Homicídio
Nas duas primeiras semanas deste ano, cinco homens foram assassinados em Itajaí.A maioria ocorreu por vingança e acertos de contas. No bairro São Vicente, por exemplo,um homem entrou num bar neste fim de semana e pediu uma cerveja. Antes de ele tomar o primeiro gole, foi atingido por dois tiros. Em janeiro do ano passado, a cidade registrou dois assassinatos. E durante os doze meses de 2015, foram 22. 

Loading...