Secretaria de Segurança Pública intensifica patrulhamento nas praças da Capital

Ação, de caráter preventivo, visa resguardar o bem-estar das pessoas e dos patrimônios públicos em Florianópolis

Ter contato ou praticar algum tipo de atividade física próximo à natureza diminui os riscos de desenvolver doenças relacionadas ao estresse como depressão e ansiedade, melhora a memória, o bem-estar e a saúde de modo geral.

Iniciativa pretende garantir o uso e a preservação adequados das localidades que têm movimento mais intenso de pedestres, ciclistas e motoristas nos seus entornos – PMF/Divulgação/NDIniciativa pretende garantir o uso e a preservação adequados das localidades que têm movimento mais intenso de pedestres, ciclistas e motoristas nos seus entornos – PMF/Divulgação/ND

Um estudo realizado pela Universidade de Harvard, em parceria com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, mostrou que praticar alguma atividade física nos momentos de lazer, como caminhar ou pedalar no parque ou em praças, por exemplo, aumenta a expectativa de vida independentemente da intensidade do exercício ou do peso do indivíduo.

A atividade e seus benefícios, entre os quais está o aumento da imunidade, quando realizados com segurança e de acordo com os protocolos sanitários vigentes, são particularmente importantes durante a pandemia de Covid-19, quando as pessoas precisam do distanciamento social e passam mais tempo em suas casas.

Na Capital, a população que frequenta as praças pode aproveitar o lazer ou o exercício conta um reforço na segurança. Por meio da Operação A Praça é Nossa, os agentes da GMF (Guarda Municipal de Florianópolis) que atuam no primeiro, de três turnos, intensificaram o patrulhamento e se posicionam, diariamente, nas praças da cidade, para monitorar estes locais e garantir a manutenção da estrutura física dos espaços.

A iniciativa, de caráter preventivo, pretende garantir o uso e a preservação adequados das localidades que possuem um movimento mais intenso de pedestres, ciclistas e motoristas nos seus entornos, afirma o secretário de Segurança Pública do município, Araújo Gomes. “A inspiração para essa iniciativa veio do modelo de ‘janelas quebradas’ coibindo as pequenas infrações e incivilidades que levam aos problemas maiores e mais graves”, explica.

Para Cláudia Paz, 29, que tem dois filhos, Júlia Paz, de 4 anos, e Murilo Paz, de 8 anos, o patrulhamento faz toda a diferença nos passeios pela cidade. “Agora, durante a pandemia, eles têm estudado on-line, então, eu sempre os levo para alguma praça, em horários mais tranquilos, mas eu sempre ficava um pouco preocupada, pois saio sozinha, com duas crianças. A presença da Guarda me tranquiliza muito”, destaca.

Agentes da Guarda Municipal de Florianópolis que atuam no primeiro, de três turnos, intensificaram o patrulhamento e se posicionam, diariamente, nas praças da cidade – PMF/Divulgação/NDAgentes da Guarda Municipal de Florianópolis que atuam no primeiro, de três turnos, intensificaram o patrulhamento e se posicionam, diariamente, nas praças da cidade – PMF/Divulgação/ND

Bem-estar do cidadão e preservação dos espaços

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o patrulhamento nas praças dos bairros vem sendo intensificado no último ano e recebeu o nome de Operação A Praça é Nossa de modo a destacar essa ação específica, que visa resguardar o bem-estar das pessoas e dos patrimônios públicos em Florianópolis.

A prefeitura destaca ainda que com a criação do programa Praça Viva, por meio do qual revitalizou mais de 140 áreas de lazer e construiu 18 novo espaços, esse tipo de ação se tornou ainda mais importante para garantir a ordem pública nesses locais.

Sobre a Guarda Municipal

A Guarda Municipal de Florianópolis completou, recentemente, 17 anos de criação e vem buscando atuar cada vez mais, de forma mais próxima da população e integrada com as demais forças de segurança do Estado. A corporação conta ainda com equipes na Romu (Ronda Ostensiva do Município de Florianópolis) e com o NOC (Núcleo de Operações com Cães), que fazem parte da estrutura da GMF.

Juntos, os 182 agentes integrados ao efetivo, são responsáveis pela realização da Blitz da Lei Seca, e do Sossego; Operações A Praça é Nossa e Fio Desencapado, além do Projeto Guardião. A GMF também participa diariamente da força-tarefa multisetorial que fiscaliza o cumprimento das medidas de controle da pandemia na Capital.

Qualquer situação de atentado à segurança da população ou necessidade de suporte em ocorrências de trânsito podem ser comunicadas ou denunciadas pelo número 153 da GMF ou pelo 190 da PM.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis

Loading...