Servidor público de Itapema é preso suspeito de tráfico de drogas

Ele foi preso durante operação deflagrada na quinta-feira (2) em Itajaí; outras cinco pessoas foram presas e um suspeito foi morto em confronto com a polícia

Uma operação de combate ao tráfico de drogas em Itajaí e Itapema, no Litoral Norte do Estado, terminou com a prisão de seis suspeitos, entre eles, um funcionário público da Prefeitura de Itapema. Além disso, de acordo com a Polícia Militar, um suspeito morreu ao reagir à prisão. A operação foi deflagrada na quinta-feira (2).

Drogas, anotações do tráfico, dinheiro e celulares foram apreendidos durante a operação – Foto: Polícia Militar/Divulgação

Na casa do servidor público, além de 1,3 quilos de maconha, a polícia encontrou mais de R$ 272 mil em dinheiro. Segundo o próprio funcionário, o dinheiro é oriundo do tráfico e seria entregue ao dono da droga.

A investigação foi iniciada ainda no dia 29 de maio, após a prisão de um traficante que teria adquirido droga de um foragido da Justiça. O trabalho de inteligência foi desenvolvido em parceria entre equipes de Itajaí, Itapema, Navegantes e Florianópolis.

De acordo com o capitão Geraldo Rodrigues Alves Júnior, da 4ª Cia do 12º Batalhão de Polícia Militar, o foragido passou a ser monitorado pelas equipes e, durante os trabalhos, diversos pontos utilizados para a venda de entorpecentes foram identificados e monitorados.

Durante o monitoramento, esclarece o capitão, o servidor público foi visto, diversas vezes, visitando os pontos de venda de drogas, inclusive utilizando veículos oficiais da Prefeitura.

“Durante os levantamentos, percebemos que o servidor passava muito em pontos de possíveis locais de tráfico e com o carro da prefeitura. Embora os policiais não tenham identificado carga ou descarga de entorpecentes, ele visitava com frequência os locais”, explica.

Na quinta-feira, o funcionário, que está de férias, fez uma entrega de 30 quilos de maconha em Itajaí. Os policiais monitoraram a saída dele e de outras duas mulheres de Itapema e acompanharam os suspeitos até Itajaí, onde a droga foi entregue, no bairro Fazenda. O servidor, as duas mulheres e outros dois homens que receberam a droga foram presos em flagrante.

Servidor público guardava mais de R$ 270 mil em casa – Foto: Polícia Militar/Divulgação

A partir dessas prisões, conta o capitão, as outras equipes que monitoravam outros alvos iniciaram a operação. Os presos em Itajaí indicaram uma clínica de fisioterapia onde estariam armazenados mais de 21 quilos de maconha. O dono do estabelecimento foi preso.

Chefe do esquema foi morto em confronto com a polícia no momento da prisão

Além disso, explica o capitão, o dono da droga, para quem todos os suspeitos trabalhavam e que possuía diversos mandados de prisão ativos foi identificado pelos suspeitos. Porém, no momento que os policiais chegaram no apartamento indicado, o suspeito teria reagido e, na troca de tiros, morreu no local. No apartamento, a polícia encontrou, ainda, um caderno de anotações com movimentações do tráfico de drogas.

O material foi apreendido e os seis suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Polícia. Eles devem responder por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Leia também:

A prefeitura de Itapema se manifestou por meio de nota, informando que tem conhecimento da prisão do servidor público. “Assim que tiver acesso aos autos ou seja comunicado oficialmente, o Governo Municipal vai instaurar processo administrativo para verificar possíveis responsabilidades”, afirma.

+

Segurança