Tentativa de assalto a banco mobiliza polícia em Florianópolis

Funcionários da agência na Capital perceberam uma movimentação estranha e chamaram a Polícia Militar; local foi fechado para varredura

Uma suposta tentativa de assalto em uma agência bancária do Santander no Estreito, região continental de Florianópolis, mobilizou a polícia na manhã desta segunda-feira (28). Por volta das 11h40, funcionários do estabelecimento ouviram passos e barulho acima da estrutura e chamaram a Polícia Militar.

Após a chegada dos PMs, o local foi fechado para uma varredura e há agentes em várias partes do bairro em diligências. A suspeita é de que  criminosos estariam no telhado do prédio aguardando a chegada de um carro-forte com dinheiro.

Tentativa de Assalto no Estreito mobiliza polícia – Foto: Eduardo Borges/Divulgação/ND

De acordo com o tenente-coronel Maurício Gonçalves Viríssimo, do 22º Batalhão da PM, o teto de uma das salas da agência bancária cedeu e, com o barulho, uma funcionária se escondeu. Apesar da mobilização, a PM não encontrou nenhum suspeito até o momento.

“Não tem a confirmação de reféns, mas há sim uma funcionária que havia se escondido no banheiro, mas a Polícia Militar foi lá, conversou com ela e retirou ela de maneira segura. Não há ninguém ferido e a situação está toda sob controle”, disse.

Procurada, a assessoria da PM afirmou que há a suspeita de que um assaltante ainda estaria pela região. No entanto, o Bope ainda verifica a informação. “Temos que aguardar finalizar a operação”, disse o comando.

Além do helicóptero Águia, da Polícia Militar, duas viaturas do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e agentes do Cobra (Grupo Comando de Operações de Busca Resgate e Assalto) se deslocaram para o local. A rua Fúlvio Aducci foi bloqueada e o trânsito está sendo desviado.

Suspeita mobiliza forças de segurança  – Foto: Reprodução/Redes Sociais/ND

“O trânsito está fechado e vai permanecer isolado até que toda a situação seja verificada pela Polícia Militar”, afirmou Maurício ao orientar que a população evite a região nas próximas horas.

Apesar disso, muitos curiosos acompanham a operação. Dentro da agência, os funcionários permanecem prestando esclarecimentos à Polícia Civil que irá investigar o caso. Do lado de fora, mais de 20 agentes encapuzados realizam inspeção nas ruas e prédios próximos.

Leia também:

Vídeo: Eduardo Borges/Divulgaçã0/ND

*Com informações da NDTV

+

Segurança