Tentativa de homicídio durante ataques do PGC em Joinville será julgada nesta quinta

Fernando José dos Santos Júnior e Erivan Gomes do Nascimento são acusados de atirar contra o PM Wanderlei José Schappo no posto policial do bairro Adhemar Garcia em 2014

Arquivo/Tribuna do Povo/ND

Disparos atingiram posto da PM no bairro Adhemar Garcia

Uma tentativa de assassinato contra um policial militar será julgada nesta quinta (3) pelo Tribunal do Júri do Fórum de Joinville. No banco dos réus estão dois homens apontados como integrantes do PGC (Primeiro Grupo Catarinense) que, durante a onda de ataques registrada em Santa Catarina em outubro de 2014, atiraram contra um posto da Polícia Militar, no bairro Adhemar Garcia.

Fernando José dos Santos Júnior e Erivan Gomes do Nascimento foram presos em flagrante logo depois do atentado e, desde então, aguardam o julgamento no Presídio Regional de Joinville. Segundo o processo, eles estavam na carona de duas motos, pilotadas por adolescentes, quando atiraram pelo menos oito vezes contra o soldado Wanderlei José Schappo, que estava em frente ao posto policial. Ele só não foi atingido porque conseguiu buscar abrigo dentro da base.

“O crime foi cometido com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima, porquanto os denunciados a colheram de surpresa, deflagrando os disparos antes que ela pudesse esboçar qualquer reação. Ademais, os denunciados Fernando e Erivan praticaram a tentativa de homicídio por motivo torpe, porque atentaram contra a vida de um policial militar em represália a atuação da Polícia Militar contra o crime organizado”, diz a sentença de pronúncia.

O júri será presidido pela magistrada Karen Francis Schubert Reimer. Já a acusação fica por conta da Promotora do Ministério Público Amélia Regina da Silva. Já a defesa fica por conta do advogado Marco Aurélio Marcucci. A sessão começa às 9h e é aberta ao público. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...