Trio suspeito de matar empresário está detido no Presídio Regional de Joinville

Os três homens são investigados pelo latrocínio de Márcio Rogério Janning, 40 anos, na noite de 12 de fevereiro de 2015

Reprodução Tribuna do Povo/RICTV Record/arquivo/ND

Crime aconteceu na frente do prédio onde vítima morava, no cruzamento das ruas Max Colin com a rua Bento Gonçalves, no bairro Glória

Depois de 11 meses de investigação, três suspeitos de matarem um empresário durante tentativa de assalto na noite de 12 de fevereiro de 2015 em Joinville foram presos preventivamente durante uma operação da Polícia Civil e do Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado). O cabeleireiro Alberi Fabiano da Rosa Junior, 22 anos, o taxista Ronã Rodrigo da Maia, 24, e Geovane Frank Willian Dutra, 21, que não teve a profissão divulgada, estão no Presídio Regional de Joinville.

O grupo é investigado pela morte do empresário Márcio Rogério Janning, 40, que era diretor da Amorteceville. Ele tentava estacionar seu carro em frente ao prédio onde morava, no cruzamento das ruas Max Colin com a rua Bento Gonçalves, no bairro Glória, quando foi rendido por dois homens armados que anunciaram assalto. O empresário teria reagido e acabou baleado na cabeça. Os dois conseguiram fugir. Um fato que chamou a atenção dos investigadores é que após o latrocínio a dupla em fuga também assaltou uma mulher em um ponto de ônibus.

Na última quarta-feira, Alberi Junior foi preso no seu local de trabalho. Ronã, foi preso em casa. Ele confessou que levou Alberi e Geovane até o local do crime. A investigação, que segue em segredo de Justiça, apurou que foi Geovane quem atirou contra a vítima. O rapaz já estava detido.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...