Dois homicídios são registrados em Joinville durante a madrugada de terça

No bairro Jardim Iririú, corpo foi achado perto do manguezal. No Comasa, adolescente de 15 anos morreu após perseguição e troca de tiros com a polícia

8º BPM/divulgação/ND

Perseguição terminou com troca de tiros e um adolescente morto na rua Praia Grande, no bairro Comasa

Duas mortes violentas em menos de duas horas foram registradas na madrugada desta terça-feira (26) em Joinville. A primeira ocorrência foi no bairro Jardim Iririú, onde um homem foi morto a tiros, próximo a um manguezal. Pouco tempo depois, durante uma perseguição policial que começou no bairro Aventureiro, um adolescente de 15 anos morreu baleado.

Ele estava com outras quatro pessoas em um Peugeot 206 com placas de Joinville. Eles seguiam pela rua Tuiuti, no bairro Aventureiro, quando foram abordados por policiais militares. Ao checar a situação do automóvel, os PMs descobriram que o veículo foi roubado no domingo à noite no estacionamento do Hospital Regional de Joinville.

O grupo tentou fugir. Houve perseguição pelas ruas dos bairros Aventureiro, Jardim Iririú, Boa Vista e Comasa. Equipes da Rocam (Ronda Ostensiva com Motocicletas) e outras viaturas fizeram o cerco aos suspeitos. Na altura da rua Praia Grande, no Comasa, o condutor do Peugeot perdeu o controle do veículo e invadiu o pátio de uma lavação. O adolescente de 15 anos, segundo a PM, teria sacado um revólver calibre 38 e atirado em direção aos policiais, que revidaram.

Houve troca de tiros e o adolescente morreu no local. Com ele foi localizado o revólver que tinha duas munições deflagradas e duas ‘mascadas’ (quando o tiro falha e a bala não é disparada). Os outros quatro ocupantes do veículo se renderam e foram levados à Central de Plantão Policial. Dois deles são menores, um tem 16 anos e outro 17. Os adultos são Fábio de Oliveira Silva, 23, que tem mandado de prisão em aberto pelo crime de assalto, e Rafael Oliveira da Silva, 19. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Homem executado próximo ao mangue

O outro homicídio da madrugada foi no bairro Jardim Iririú. À 1h12, moradores da rua Manoel João Machado ouviram uma motocicleta em alta velocidade seguir em direção a uma área próximo ao mangue. Em seguida, disparos de arma de fogo.

A Polícia Militar foi chamada e encontrou no fim da rua o corpo de um homem baleado. Ao lado do cadáver havia um capacete branco e 16 cápsulas de pistola calibre .380. A equipe do IGP (Instituto Geral de Perícias) foi chamada. A cena de crime passou por perícia e o corpo foi recolhido e levado ao IML (Instituto Médico Legal) de Joinville. Até às 11h desta terça, o corpo ainda não tinha sido identificado.

Com estas duas ocorrências sobe para 12 o número de pessoas assassinadas em Joinville durante o mês de janeiro. No mesmo período do ano passado 11 homicídios constavam na estatística da Polícia Civil. Desde outubro Joinville vem mantendo uma média de 12 crimes a contra vida por mês.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...