Um morre e três suspeitos de explodirem caixa eletrônico em Luís Alves são presos

Deic/Divulgação

Grupo foi detido após perseguição e troca de tiros na BR-101

Atualizado às 22h42

Um dos suspeitos de ter participado do das explosões a um caixa eletrônico em Luis Alves morreu e outros três foram presos, na tarde desta segunda-feira (2), após um tiroteio na região de Piçarras, no litoral Norte. Na manhã de ontem, a polícia já havia apreendido um dos suspeitos em um bar na SC-413. Os quatro detidos serão apresentados, hoje, na Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) da Capital.

No domingo, pelo menos cinco homens foram vistos participando da explosão no Bradesco de Luís Alves. Com as prisões, a polícia acredita que conseguiu capturar praticamente todos os envolvidos na ação.  Na primeira prisão, foram encontrados uma pistola e R$ 2 mil escondidos nas calças do suspeito, que ficou ferido durante uma troca de tiros e foi levado para o hospital. Os demais comparsas do homem, que conseguiram fugir, seriam os mesmos que mais tarde foram abordados na BR-101, nas proximidades do acesso a Piçarras.

A ação na 101 mobilizou as equipes da Delegacia de Piçarras e da Deic, que depois de troca de tiros, conseguiram deter os três suspeitos. O Quarto envolvido foi atingido e morreu. Todos serão encaminhados para a Deic da Capital, onde deverão ser ouvidos pela polícia.

+

Segurança