Veículos apreendidos nos pátios de DPs tornam-se criadouro de mosquitos

Na 7ªDP de Florianópolis, 2ªDP de São José e no almoxarifado da Polícia Civil há centenas de veículos ao relento

Divulgação/ND

Motos e sucatas de carros no depósito da Polícia Civil ao relento, em São José, oferecem risco por acumular água parada

Zika vírus 

Não bastassem os criminosos que a polícia tem que correr atrás até capturá-los, agora ela também se preocupa com outro inimigo que parece inofensivo, mas é mortal: o Aedes aegypti, mosquito que transmite dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus. O mosquito deposita os ovos em água parada, e as que ficam acumuladas em carros abertos, retorcidos, batidos e amontoados em delegacias de Florianópolis tornam-se, consequentemente, focos para o surgimento do temido inseto. O pátio da 7ª DP, em Canasvieiras, Florianópolis, está cheio de carros batidos, e quando chove as latarias acumulam água. A visita da vigilância sanitária, somente uma vez por semana, tem que ser mais intensa, e as armadilhas em maior número. Policiais de plantão informam que ali é um criadouro de mosquitos. Na 1ª e  2ª delegacias de São José, nos depósitos da Polícia Civil no bairro Dona Adélia e no depósito da PMRv, na SC-401, centenas de carros escuros – cor preferida para o mosquito – abertos ao relento são locais que podem se transformar em criadouros de larvas se a segurança pública não se antecipar.

Carro argentino
Durante ronda de rotina no bairro São José, em Fraiburgo, a guarnição suspeitou de um Peugeot prata com placas da Argentina. Os policiais entraram contato com a polícia argentina e foram informados de que o carro era roubado. O jovem que estava com o veículo alegou ter comprado em Balneário Comboriú, por R$ 8 mil. Os soldados também constataram que a placas do Peugeot pertencem a um carro de Ijuí (RS) roubado em Balneário Camboriú em outubro de 2015.
Divulgação/ND

Dez quilos de maconha eram transportados em bagageiro de ônibus para Florianópolis

Maconha 
A integração da polícia vem colhendo bons resultados na fronteira. Ação conjunta dos catarinenses e paranaenses resultou na apreensão de drogas no bagageiro de um ônibus que faz a linha Foz do Iguaçu(PR) Florianópolis (SC). A blitz ocorreu no trevo do município paranaense de Ampere. Dentro da sacola de um passageiro com destino a Florianópolis havia 10 quilos de maconha, distribuída em tabletes. Um homem de 35 anos, vestindo uma camiseta verde com a estampa de uma folha de maconha foi preso em flagrante.
Divulgação/ND

Mulheres eram mantidas trancafiadas dentro de boate, e as chaves ficavam com o dono

Escravas do sexo 
A Polícia Civil de Laguna prendeu em flagrante um gigolô e libertou quatro mulheres que ele mantinha trancadas dentro da boate para satisfazer o desejo da clientela masculina. A chave das suítes ficavam com o dono. As mulheres não saíam nem para comer. A mais nova, de 21 anos, veio de Minas Gerais com o dono do prostíbulo com a promessa de apenas conhecer Florianópolis. Ele foi autuado por explorar a prostituição e por cárcere privado.
Divulgação/ND

A cúpula da Polícia Civil esteve com o prefeito de Florianópolis César Souza para agradecer a parceria no Carnaval sem crimes contra a pessoa


Parceria 

A cúpula da Polícia Civil passou no gabinete do prefeito de Florianópolis, César Souza Júnior, para agradecer a parceria da instituição durante o Carnaval na capital catarinense. César Souza elogiou o trabalho de segurança feito pelas forças estaduais e lembrou que nenhum homicídio foi registrado no Carnaval. O Delegado Geral, Artur Nitz agradeceu o elogio e disse que a Polícia Civil está á disposição para novos projetos ao longo do ano.

Flagrante

A filha de um trabalhador, irmão de um agente penitenciário, ouviu barulhos vindos da cozinha e ao constatar que a casa estava sendo assaltada, telefonou para o tio. Rapidamente, o agente acionou o 16º BPM que encaminhou duas guarnições para o local. As guarnições cercaram a casa e capturaram Jackson, 24 anos; Tiago, 29, e Rodrigo, 19.  O trio estava em um carro roubado. Levados à Delegacia de Palhoça, eles foram autuados em flagrante.

Ipuf iluminado

O semáforo da rua José da Costa Moellmann com a avenida Hercílio Luz, no Centro de Florianópolis, não está sincronizado, irritando promotores e juízes do Fórum Eduardo Luz, que esperam um tempão para o sinal abrir. Um promotor telefonou à coluna e disse que enquanto passam 20 carros pelo sinal aberto da Hercílio Luz, cruzam apenas três veículos quando o semáforo abre para quem está na José Costa Moellmann.

Facção criminosa

A Polícia Civil prendeu Cristian e Joelma, em Itajaí, que fazem parte de uma organização criminosa. Na casa deles, localizada no bairro Nossa Senhora das Graças, foram apreendidas munições de calibre 380. No celular de Cristian continham correspondências e áudios do casal recebendo e repassando ordens sobre ações da facção criminosa catarinense. Os policiais também descobriram que no telefone havia fotografias de um fuzil roubado na 1ª DP de Itajaí, durante o Carnaval. 

Loading...