Vereador de Joinville teve cabelo raspado e está usando uniforme na cadeia

João Carlos Gonçalves está na Penitenciária Industrial de Joinville porque está sendo investigado pelo Gaeco

O vereador do PMDB de Joinville, João Carlos Gonçalves, preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), na terça-feira (8) continua detido na Penitenciária Industrial de Joinville.

Atendendo aos procedimentos da cadeia, João Carlos também teve os cabelos raspados. Nesta quarta-feira (9), o advogado que representa João Carlos, Aldano José Vieira Neto, disse que seu cliente está sozinho em uma cela.

>> Saiba como funcionava o esquema de corrupção investigado pelo Gaeco em Joinville

Por ser vereador, o invstigado tem direito à prisão especial e por isso não foi levado ao Presídio Regional de Joinville, como os demais seis detidos na operação que recebeu o nome de Blackmail.

Nesta quinta-feira (10) o advogado de João Carlos entraria na Justiça com um pedido de regogação da prisão preventiva conforme anunciou o Notícias do Dia desta quinta (10).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...