Vídeo: antes do assassinato, empresária relatou que recebia ameaças, no Norte de SC

Cátia Regina Silva desapareceu na noite de quarta-feira, quando voltava de Joinville; corpo foi encontrado no dia seguinte com marca de tiro na cabeça e braços amarrados

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Cátia Regina Silva, de 46 anos, afirmou que estava recebendo ameças nos últimos meses. Na transmissão, a empresária desabafa sobre a situação e diz que as mensagens eram a respeito da loja de roupas de sua propriedade, em São Francisco do Sul.

Cátia despareceu por volta das 22h30 na última quarta-feira (26), enquanto voltava de Joinville para São Francisco do Sul. O corpo da empresária foi encontrado na tarde de quinta-feira (25), em um rio, próximo a um motel em Araquari. A vítima apresentava uma perfuração de arma de fogo na cabeça e estava com as mãos amarradas.

O carro de Cátia Regina foi encontrado carbonizado, próximo ao Morro da Palha, em São Francisco do Sul. A Polícia Civil já abriu um inquérito a respeito do caso. Até o momento, nenhuma linha de investigação foi descartada.

Viaturas da Polícia Civil e do IML estiveram no local onde o corpo de Cátia foi encontrado, em Araquari – Divulgação/ND

O corpo de Cátia Regina Silva está sendo velado no bairro Iririú, em Joinville. O enterro está marcado para acontecer às 16h30 desta sexta-feira (26), no Cemitério São Sebastião.

Leia também:

+

Segurança