VÍDEO: Estrangeiros se aglomeram em frente à Polícia Federal de Chapecó

Todos os imigrantes na cidade precisam comprovar residência e regularizar a documentação para conseguir emprego e estadia

Uma fila de dobrar quarteirão chamou a atenção de pedestres e motoristas que passavam pela rua Sete de Setembro, no Centro de Chapecó, no Oeste do Estado, nesta terça-feira (8).

O motivo é que os imigrantes precisam comprovar moradia na cidade para conseguir trabalhar e, para isso, devem agendar atendimento junto à Polícia Federal.

É por meio da PF que os estrangeiros podem permanecer na cidade. Lá, eles apresentam toda a documentação e fazem o registro de permanência no país.

Por conta da pandemia, alguns serviços da Polícia Federal estão suspensos, conforme Medida Provisória nº 926 e do Decreto nº 10.282, ambos de 20 de março de 2020. Porém as demandas na área de imigração podem ser submetidas por e-mail. Nesse caso em Chapecó, a maioria dos imigrantes não têm acesso a internet e realizam o agendamento na própria unidade.

“É uma demanda represada em razão da pandemia. Geralmente essas pessoas não têm acesso a internet e fazemos o agendamento aqui na unidade. É tomado todos os cuidados e eles são atendimentos na porta para agendar, é algo rápido que dura no máximo um minuto”, explicou ao nd+ o policial federal, Alcimar Machado Borges.

A Polícia Federal de Chapecó tem atendido em média 100 pessoas por dia. 

+

Segurança