Vítima de homicídio deve ser enterrada nesta quinta-feira em Joinville

Polícia investiga a possibilidade de que homem tenha sido morto por engano

Divulgação

Homicídio ocorreu pouco depois das 18h na rua Jequié, bairro Aventureiro

Deve ser enterrado na manhã desta quinta-feira (11), no Cemitério Cubatão, o corpo de Jeison Inácio Padilha, de 24 anos, conhecido como Baiano. Ele foi morto a tiros no início da tarde de terça, na rua Jequié, bairro Aventureiro, na zona Norte de Joinville.

O rapaz estava de bicicleta quando foi abordado por uma dupla que, também de bicicleta, fez vários disparos de arma de fogo. Baiano, que trabalhava como servente de pedreiro, morreu na hora. Ele era casado e deixa uma filha. O velório ocorre na casa onde ele vivia na rua Lourival Tabert, no mesmo bairro.

A polícia investiga a possibilidade de que a vítima tenha sido morta por engano. Informações coletadas no local do crime davam conta que o alvo dos criminosos seria outro rapaz, que tinha o mesmo apelido. Até o meio-dia desta quarta ninguém da Polícia Civil foi encontrado para falar sobre o caso.

Logo depois do assassinato, a CPT (Companhia de Patrulhamento Tático) da Polícia Militar localizou um homem com um revólver calibre 32, na carona de uma moto. O rapaz foi abordado na rua Lourival Tabert, há menos de um quilômetro da cena do homicídio. Para os policias, Erivelton Velho, 24 anos, contou que estava armado porque também estaria jurado de morte pelo mesmo rapaz que teria matado Jeison. Ele foi detido em flagrante por porte ilegal de arma e conduzido à CPP (Central de Plantão Policial).

Só nesta terça de Carnaval duas pessoas foram assassinadas na cidade, fazendo com que o número de homicídios subisse para 19 em 2016. No ano passado, neste mesmo período, também foram registrados 19 crimes contra a vida, uma média de uma morte a cada dois dias, aproximadamente.

Entre os crimes mais violentos está a decapitação de um adolescente de 17 anos. A cabeça foi encontrada dentro de uma mochila, no dia 2 de fevereiro, no Jardim Paraíso. O corpo do rapaz, que pertenceria ao PCC, ainda não foi localizado. A família ainda aguarda os restos mortais para fazer o enterro de Israel Melo Junior.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...