Conteúdo por Gazeta Esportiva

Brasileiros avançam no surfe e fazem história nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Ítalo Ferreira e Gabriel Medina, em suas respectivas baterias, carimbaram o favoritismo e suas vagas nas oitavas de final da modalidade que é uma da estreantes dos Jogos Olímpicos

Na noite deste sábado (manhã de domingo no Japão), o surfe fez sua estreia como esporte olímpico. Atual campeão mundial, o brasileiro Ítalo Ferreira venceu a primeira bateria masculina na praia de Tsurigasaki, na cidade de Ichinomiya, e avançou às oitavas de final da competição.

Gabriel Medina, na sequência, também carimbou seu favoritismo e a vaga na próxima fase. Como os dois brasileiros venceram suas respectivas baterias, eles não precisarão se encontrar antes da grande final em caso de ambas classificações.

Ítalo Ferreira fez 13.67, venceu sua bateria e encaminhou sua vaga às oitavas de final – Foto: Miriam Jeske/COBÍtalo Ferreira fez 13.67, venceu sua bateria e encaminhou sua vaga às oitavas de final – Foto: Miriam Jeske/COB

Mesmo com o mar não proporcionando as melhores ondas, o brasileiro fechou na liderança com 13.67 no somatório, com ondas de 7 e 6,67 pontos. O segundo colocado no ranking mundial admitiu que o nervosismo da estreia atrapalhou um pouco no início da bateria, mas os aéreos na reta final garantiram as boas notas.

“Sempre tem um nervosismo, mas quando eu comecei a entrar no ritmo da bateria as coisas começaram a acontecer. Eu gosto de surfar, eu não gosto de esperar, então quando eu comecei a pegar bastante onda e comecei a criar as manobras, isso fez com que eu aumentasse as minhas notas e evitasse pensar nos outros adversários. E quando tem onda é bom porque eu só surfo e não me preocupo nem com a prioridade, esse é o meu jeito de competir”, disse o surfista.

Ítalo também comentou sobre a situação das ondas de Tsurigasaki.

“Eu cresci surfando esse tipo de onda, é claro que eu tiro uma vantagem disso, pelo fato da velocidade, de criar manobras grandes em ondas pequenas e impressionar os juízes”, afirmou.

O japonês Ohara Hiroto, com 11.40, ficou em segundo lugar e também conquistou vaga nas oitavas. O italiano Leonardo Fioravanti, com 9.43 pontos, foi o terceiro colocado e agora está na repescagem ao lado do argentino Leandro Usuna, que terminou na quarta posição com 8.27.

Gabriel Medina também carimbou sua vaga

O outro brasileiro classificado, Gabriel Medina, também carimbou sua vaga nas oitavas de final na disputa. O brasileiro estreou com vitória na última bateria da primeira fase e se garantiu na sequência da competição disputada na praia de Tsurugasaki.

Medina venceu a bateria contra o francês Michel Bourez e contra o alemão Leon Glatzer. O cotarriquenho Carlos Muñoz também disputaria a bateria – ele entrou no lugar do português Frederico Morais, que testou positivo para Covid-19, mas ainda não chegou no local da competição.

Feminino

Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima surfaram de acordo com a expectativa no dia da estreia do surfe feminino, na praia de Tsurigasaki, e avançaram às oitavas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Com isso, todos os representantes brasileiros do surfe estão garantidos na próxima fase.

Forte candidata na briga por medalhas e quarta colocada do ranking mundial, Tatiana competiu na quinta bateria e terminou em primeiro lugar, depois de somar 11,33 pontos, com ondas de 6,33 e 5,00. Ela avançou junto com a francesa Johanne Defay, que fez 10,60 pontos. Já a peruana Sofia Mulanovich e a japonesa Amuro Tsuzuki, terceira e quarta colocadas, respectivamente, vão para a repescagem.

Silvana Lima, por sua vez, surfou na terceira bateria, a mesma que a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore, da Austrália. Com 12,13 na pontuação final, na soma de 6,70 e 5,43 em suas melhores ondas, a brasileira ficou em segundo lugar, atrás da australiana, que somou 14,50. A francesa Pauline Ado e a israelense Anat Lelior, integrantes da mesma chave, ficaram para trás e decidirão na repescagem se continuam na Olimpíada.

Ainda ao longo desta madrugada (horário de Brasília, tarde de domingo no Japão), as segundas e terceiras colocadas das baterias disputam as vagas restantes. Já a disputa das oitavas de final terá início às 21 horas deste domingo (horário de Brasília, manhã de segunda no Japão) para as mulheres e às 19 horas para os homens.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Surfe

Loading...