VÍDEO: Catarinenses passam para a 2ª fase do QS feminino em Florianópolis

Marina Rezende disputa QS na Praia Mole após uma década e Laura Raupp estreia com pé direito na competição que garante pontos para o acesso ao circuito mundial de surfe

O Qualifyng Series 1000 feminino começou na manhã desta quinta-feira (11), na Praia Mole, em Florianópolis, com a participação de 32 surfistas. Entre elas, duas catarinenses. Vale ressaltar que a etapa vale pontos para o acesso ao circuito mundial de surfe.

Marina Rezende garantiu vaga no 2ª round da QS, na Praia Mole, em Florianópolis – Foto: Ana Clara Félix/Internet/Reprodução/NDMarina Rezende garantiu vaga no 2ª round da QS, na Praia Mole, em Florianópolis – Foto: Ana Clara Félix/Internet/Reprodução/ND

A competição marcou a estreia de diversas surfistas no calendário internacional de surfe. Moradora do Rio Tavares, no Leste da Ilha de Santa Catarina, Laura Raupp não se intimidou com a primeira vez e garantiu a classificação com 8,43 pontos. O destaque ficou pela sua 5ª onda, onde somou 4,6.

Laura Raupp estreou com o pé direito no QS em Florianópolis – Foto: Internet/Reprodução/NDLaura Raupp estreou com o pé direito no QS em Florianópolis – Foto: Internet/Reprodução/ND

“Passei pelo round 1 e estou muito feliz porque é o meu primeiro campeonato mundial. No início, estava meio nervosa, mas consegui relaxar e achar minhas ondas”, declara a surfista de apenas 15 anos.

Além dela, Marina Rezende, 26 anos, também garantiu a 2ª colocação da bateria 1 ao somar 7,5 pontos. Natural de Florianópolis, a surfista tem em seu currículo três campeonatos catarinenses e a 5ª colocação do Brasileiro Profissional.

“Estou muito feliz de passar a primeira bateria. Eu competi o QS na Praia Mole quando tinha apenas 14 anos e nunca mais aconteceu”, relembra a catarinense que disputou a etapa 10 anos atrás junto de Silvana Lima e Monik Santos.

Marina Rezende conversa com a reportagem do ND+ – Vídeo: Marcos Jordão/ND

Marina esteve na mesma bateria que Daniella Rosas, um dos principais nomes da nova geração do surfe. Já começando com duas boas notas de cinco e seis pontos, a peruana garantiu a melhor onda com 8,33, totalizando 14,33 pontos e terminando na liderança do grupo, seguida da manezinha da Ilha.

O QS também contou com a estreia da skatista e medalhista olímpica Sky Brown, mas que acertou apenas uma onda, somando quatro pontos, e foi eliminada após punição por interferir na onda de outra surfista. Dessa forma, perdeu a sua segunda melhor nota.

Veja as baterias do segundo round feminino:

Acompanhe a etapa de quinta-feira (11):

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Surfe

Loading...