Mancha

marcelo.cabral@ndtv.com.br O melhor dos esportes de ação, olímpicos, artes-marciais e modalidades não convencionais, com o olhar diferente e multicultural de Marcelo Mancha. Se deixar ele coloca um som para embalar as notícias e dar movimento aos atletas que brilham no Brasil e no Mundo! Aqui o esporte tem espaço. Só vem!


VÍDEO: Filipe Toledo vence etapa do Mundial de Surf na Austrália

Filipe Toledo fatura etapa em Bells Beach e assume a liderança da elite do do ranking do Surf Mundial

Filipe Toledo, brasileiro, surfista, Campeão do Rip Curl Pro Bells Beach que rolou em Victoria na Austrália e agora novo líder do ranking mundial.

Na bateria final, o paulista de Ubatuba, derrotou um novato na elite deste ano, o australiano Callum Robson. Filipe já tinha garantido a primeira posição no World Surf League Championship Tour 2022 no penúltimo dia de disputas, no dia em que completou 27 anos.

Os melhores momentos das baterias finais e a coroação de Filipe Toledo “tocando o sino” em Bells Beach na Austrália – Vídeo: World Surf League

“Quero parabenizar a WSL, porque tivemos momentos difíceis, campeonatos cancelados, num ano que o mundo parou, mas trabalharam duro para voltar o circuito no ano passado e agora aqui para Bells”- disse Filipe Toledo

Filipe Toledo colocou mais uma vez o nome do Brasil na história desse tradicional campeonato de surf australiano –  Foto: Ed Sloane/WSLFilipe Toledo colocou mais uma vez o nome do Brasil na história desse tradicional campeonato de surf australiano –  Foto: Ed Sloane/WSL

Filipe Toledo é o quarto surfista do Brasil, a ter o seu nome escrito nos degraus da escada que vai da praia até o alto do penhasco de Bells, onde estão homenageados todos os campeões e campeãs da longa história do Rip Curl Pro Bells Beach.

A primeira vitória foi de Silvana Lima em 2009. Depois os campeões mundiais Adriano de Souza e Italo Ferreira também badalaram o sino em 2013 e em 2018, respectivamente.

Essa foi a quarta final seguida com um brasileiro disputando o título em Bells Beach. Antes de Italo ganhar em 2018, Caio Ibelli tinha sido vice-campeão contra o sul-africano Jordy Smith em 2017.

Filipe esteve na última decisão em 2019, mas perdeu para o havaiano John John Florence. Essa foi, também, a segunda final consecutiva de Filipe Toledo em 2022, pois decidiu o título da etapa de Portugal, vencido pelo californiano Griffin Colapinto.

Nas ondas de Bells Beach, Filipe Toledo não deu moleza para a concorrência e embolsou um ótimo prêmio e importantes pontos no ranking –  Foto: Matt Dunbar/WSLNas ondas de Bells Beach, Filipe Toledo não deu moleza para a concorrência e embolsou um ótimo prêmio e importantes pontos no ranking –  Foto: Matt Dunbar/WSL

A 11.a vitória na 16.a final da sua carreira em etapas do World Surf League Championship Tour, foi como um presente de aniversário para Filipe. Ele completou 27 anos de idade no sábado, quando tirou a liderança do ranking do japonês Kanoa Igarashi.

Agora vai defender o título da próxima etapa, que começa no dia 24 na Austrália, vestindo a lycra amarela de número 1 da World Surf League. No ano passado, ele e Tatiana Weston-Webb fizeram uma dobradinha brasileira no alto do pódio do Margaret River Pro.

Filipe Toledo recebendo o carinho da galera após a vitória nas ondas de Bells Beach  – Foto: Matt Dunbar/WSLFilipe Toledo recebendo o carinho da galera após a vitória nas ondas de Bells Beach  – Foto: Matt Dunbar/WSL

DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO:

Campeão: Filipe Toledo (BRA) por 14,74 pts (8,17+6,57) – US$ 100.000 e 10.000 pts

Vice-campeão: Callum Robson (AUS) com 12,94 pts (7,77+5,17) – US$ 45.000 e 7.800 pts

TOP-22 DO WSL CHAMPIONSHIP TOUR – 4 etapas:

1.o- Filipe Toledo (BRA) – 24.440 pontos

2.o- Kanoa Igarashi (JPN) – 18.620

3.o- John John Florence (HAV) – 16.905

4.o- Kelly Slater (EUA) – 15.980

4.o- Barron Mamiya (HAV) – 15.980

6.o- Callum Robson (AUS) – 15.770

7.o- Italo Ferreira (BRA) – 15.480

8.o- Ethan Ewing (AUS) – 14.830

8.o- Caio Ibelli (BRA) – 14.830

10.o- Miguel Pupo (BRA) – 14.415

11.o- Seth Moniz (HAV) – 14.140

12.o- Griffin Colapinto (EUA) – 13.990

13.o- Jack Robinson (AUS) – 13.490

14.o- Jordy Smith (AFR) – 12.715

14.o- Kolohe Andino (EUA) – 12.715

16.o- Connor O´Leary (AUS) – 11.290

16.o- Nat Young (EUA) – 11.290

18.o- Jake Marshall (EUA) – 10.725

18.o- Samuel Pupo (BRA) – 10.725

20.o- Jackson Baker (AUS) – 9.300

21.o- Ezekiel Lau (HAV) – 8.735

21.o- Lucca Mesinas (PER) – 8.735

———–outros sul-americanos:

25.o- João Chianca (BRA) – 7.310 pontos

28.o- Deivid Silva (BRA) – 6.245

28.o- Jadson André (BRA) – 6.245

36.o- Miguel Tudela (PER) – 1.330

41.o- Gabriel Medina (BRA) – 1.060

41.o- Yago Dora (BRA) – 1.060

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...