Mancha

marcelo.cabral@ndtv.com.br O melhor dos esportes de ação, olímpicos, artes-marciais e modalidades não convencionais, com o olhar diferente e multicultural de Marcelo Mancha. Se deixar ele coloca um som para embalar as notícias e dar movimento aos atletas que brilham no Brasil e no Mundo! Aqui o esporte tem espaço. Só vem!


VÍDEOS: Surf, skate e guitarras com a banda End Of Pipe

Banda do Campeche End Of Pipe tem influência dos esportes de ação na música e na vida dos integrantes

A banda End Of Pipe surgiu em 2006 na Praia do Campeche em Floripa, já com a ideia de focar em composições autorais com influências de “surf music dos anos 90” como Spy vs Spy, Tsol e Agent Orange, mesclando com o punk rock/hardcore de bandas como Bad Religion, Pennywise, Samiam, Shades Apart e Garage Fuzz.

Atualmente a banda conta com dois integrantes da formação original, Uirá Medeiros (vocal e guitarra) e Rafael Censi (baixo), com o reforço de Victor Berretta (bateria), também um membro antigo, do agora trio.

End Of Pipe é Rafael Censi, Uirá Medeiros e Victor Berretta. Banda do Campeche mistura boas letras, guitarras rápidas, surf e skate- Foto: Rafael CensiEnd Of Pipe é Rafael Censi, Uirá Medeiros e Victor Berretta. Banda do Campeche mistura boas letras, guitarras rápidas, surf e skate- Foto: Rafael Censi

O End of Pipe sempre teve uma conexão com o surf e o skate, na sonoridade e praticando os esportes. Uirá e Rafael surfam e andam de skate. O baixista também é fotógrafo, acostumado a registrar imagens nas ondas e nas pistas.

Eu conversei com o vocalista e guitarrista Uirá Medeiros sobre o momento da banda, prestes a fazer o show de lançamento oficial do álbum “Mass Hysteria”.

1- Me fala do momento atual da banda. São anos de estrada e muita coisa acontecendo.

Uirá Medeiros: Lançamos nosso primeiro álbum oficial em 2020, durante o primeiro ano da pandemia. Este álbum é um resumo de todas as influências do grupo, com sonoridades rápidas do punk/hardcore californiano, passando por climas mais cadenciados e pesados, com letras e temas atuais e melodias marcantes.

O disco foi produzido por mim, gravado no Undercave Studio (São José/SC) por Marlon Ramos e foi mixado e masterizado em Chicago (EUA) por Mark Michalik.

São 10 músicas e muitas participações especiais e emblemáticas de amigos da cena musical internacional e nacional. A banda cultua a boa e velha cultura do “Faça você Mesmo”e isso reflete visivelmente na banda.

Guitarrista, vocalista e surfista: Uirá Medeiros espirrando água – Foto: Rafael CensiGuitarrista, vocalista e surfista: Uirá Medeiros espirrando água – Foto: Rafael Censi

2-O nome da banda tem uma conexão com o surf, não é mesmo?

Uirá Medeiros: Um fato curioso é que antigamente, quando terminávamos de compor uma canção, falávamos “essa é muito surf” influenciados pelos filmes do cineasta Taylor Steele que sempre traziam punk rock/hardcore nas trilhas sonoras.

O nome End of pipe nasceu junto com envolvimento do surf, em português significa “Fim do Tubo”. O termo “End of Pipe” também é uma tecnologia que utiliza filtros para redução de poluentes, aplicada principalmente nas indústrias. No final das contas surgiu um nome bem bacana que envolve o surf com a preservação do meio ambiente.

End Of Pipe banda manezinha com turnês nos States prestes a embarcar para a Europa – Foto: sergio garciaEnd Of Pipe banda manezinha com turnês nos States prestes a embarcar para a Europa – Foto: sergio garcia

3- Vocês da banda praticam surf? Tem uns roles de skate também, que eu já vi. 

Uirá Medeiros: Eu e o Rafael Censi surfamos e andamos de skate desde os anos 90. Sempre tivemos um envolvimento com essa cultura de esportes de ação e que preservamos até hoje, servindo como nossa “válvula de escape” e equilíbrio mental.

Rafael Censi, baixista da banda e fotógrafo, também curte uns roles de skate – Foto: Affonso MuggiatiRafael Censi, baixista da banda e fotógrafo, também curte uns roles de skate – Foto: Affonso Muggiati

4- O baixista Rafael é fotógrafo e também faz uns registros de surf, skate, shows…..

Uirá Medeiros: Surf e skate sempre estiveram presentes na vida da banda e a fotografia não é diferente. A paixão dele por fotografar surgiu na vontade de registrar os amigos se divertindo e também porque morarmos num paraíso.

Lembro que ele começou com aquelas câmeras aquáticas descartáveis e hoje é premiado e homenageado pelas belas fotos de skate e surf que faz.

Floripa, surf e sol nas lentes de Rafael Censi, integrante do End Of Pipe – Foto: Foto RafaCensiFloripa, surf e sol nas lentes de Rafael Censi, integrante do End Of Pipe – Foto: Foto RafaCensi

Durante esses 16 anos de banda, ele também teve destaque na fotografia de shows, registrando turnês e rolês da banda. Ele tem o canal @spreadthescene para fomentar a cena underground.

O Rafael tem um olhar diferenciado, pois consegue transmitir a energia e encanto de cada momento que passa pelos seus olhos. E sempre com aquele pensamento,’faça sempre o melhor aquilo que você ama’, e o resultado é expressado com o tempo.

Círculo de Fogo na Pista da Costeira no desafio encarado pelo skater Gabriel Oliveira – Foto: foto RafaCensiCírculo de Fogo na Pista da Costeira no desafio encarado pelo skater Gabriel Oliveira – Foto: foto RafaCensi

 5- Vocês já tiveram a oportunidade de tocar em outros países. Como foram essas turnês!!!

Uirá Medeiros: Excursionar fora do Brasil era algo que sonhávamos desde o início da banda. Em 2017 tivemos a oportunidade de realizar duas turnês nos EUA, em cidades icônicas como Los Angeles, Seattle, Las Vegas, Denver, San Diego, Portland, Brooklyn ,Boston, San Francisco…

Em meio a cenários dos mais diversos. Algumas cidades no meio do deserto e até cenários com neve, junto com várias bandas. O ponto alto da segunda turnê foi a participação no festival The Fest, em Gainesville.

A End of Pipe foi a primeira banda brasileira e a segunda sul-americana a entrar para o cast de um dos maiores festivais de punk rock do mundo.

A nossa primeira turnê europeia está prevista para acontecer no final de agosto/início de setembro de 2022. Temos shows confirmados em países como Alemanha, Luxemburgo, República Tcheca, Croácia, Eslovênia e Hungria.

6- Sexta-feira (08/04) acontece o lançamento oficial do álbum em Floripa?

Uirá Medeiros: Isso mesmo. Vamos tocar na Maratona Cultural 2022. O show acontece na Célula Showcase no bairro João Paulo e faz parte do Palco Rifferama, junto com as bandas Eutha aqui de Floripa e Projeto Pancada que é de Rio do Sul. A entrada da Maratona é free.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...