Após anos de negociações, Sesc desiste de assumir a gestão do Teatro Álvaro de Carvalho

A informação foi confirmada pelo Conselho Estadual de Cultura, que retirou da pauta o debate sobre a concessão da administração do patrimônio cultural

Daniel Queiroz/Arquivo/ND

Conforme o Conselho Estadual de Cultura, Sesc teria desistido de continuar a negociação para gerir o teatro mais antigo de Florianópolis, o TAC

O CEC (Conselho Estadual de Cultura) confirmou em reunião na terça-feira (16) que o Sesc (Serviço Social do Comércio) desistiu de assumir a administração do TAC (Teatro Álvaro de Carvalho), um dos teatros mais antigos de Florianópolis. Após mais de dois anos de negociações e tratativas com o Governo do Estado, o Sesc teria solicitado a retirada do trâmite do projeto de lei que dá a concessão da administração do patrimônio cultural à empresa privada. Atualmente o TAC é administrado pela FCC (Fundação Catarinense de Cultura), órgão ligado a SOL (Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte) e ao Governo do Estado. “Retiramos o tema da pauta de discussão, mas vamos seguir acompanhando questões de manutenção do TAC. Depois da reunião que tivemos no início de fevereiro, o Sesc fez contato com a Casa Civil solicitando a retirada do tramite do projeto de lei por não ter interesse neste momento em arcar com o ônus de trabalho que o TAC precisa”, explica a presidente do CEC, Roselaine Barboza Vinhas.  

De acordo com a presidente do CEC, que é integrado por 21 membros de diferentes áreas da pasta cultural, o Sesc não teria interesse em dar encaminhamento ao projeto de lei para assumir o TAC por que o projeto estaria incipiente, e o projeto de lei não está mais tramitando em órgãos ligados ao Governo do Estado. “O diálogo sobre o assunto tem que ser muito mais amplo e discutido para virar um projeto de lei”, afirma Roselaine, que lembra que todas as reuniões do CEC são abertas para pessoas da sociedade civil interessadas a participar. O calendário das reuniões do CEC pode ser consultado através do site http://conselho.cultura.sc/.

Procurada pelo Notícias do Dia, a assessoria de comunicação do Sesc ainda não repassou o posicionamento oficial da entidade perante à questão até metade da tarde desta quarta-feira (17). O Sesc realiza a administração de diversos equipamentos culturais em diferentes regiões do Brasil, e no último ano assumiu a antiga Casa da Câmara e Cadeia de Florianópolis, patrimônio que passa por restauração para se tornar o Museu da História da Cidade. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Teatro

Loading...