O hibridismo da camaleoa

Samira Sinara une palco, bastidores, pesquisa e gestão na carreira

Fabrício Porto/ND

“Prezo muito esse hibridismo, essa possibilidade de alternar estados, de ter começado no clássico e hoje me dedicar ao contemporâneo”, resume Samira Sinara

 “Prezo muito esse hibridismo, essa possibilidade de alternar estados, de ter começado no clássico e hoje me dedicar ao contemporâneo, de aplicar no teatro a teoria do meu mestrado em patrimônio cultural, o gosto pelo cinema, o trabalho com a técnica no teatro.” Ainda que durante a entrevista não tenha sido utilizada uma vez sequer, a citação ao camaleão se adapta à carreira de Samira Sinara, atriz, técnica e entusiasta do teatro, mestre em patrimônio cultural, uma pessoa em constante mutação. Recém-empossada para um mandato bienal à frente da Ajote (Associação Joinvilense de Teatro), Samira conversou com o ND na véspera da abertura da temporada Verão Teatral 2016, com a peça “5 Vira 10”, encenada dia 12. “Vai ser a primeira encenação após as melhorias feitas aqui. Estamos com tudo tinindo!”, ansiava a dirigente, mostrando o galpão pintado e o guarda-corpo protegendo o local destinado à plateia, entre outras novidades que aguardam o público na Cidadela Cultural Antarctica.

Em Curitiba, onde nasceu em 1978, Samira Sinara Souza, descendente de sírio-libaneses, era tão somente espectadora de teatro. “No máximo participei daquelas encenações no jardim de infância. Mas gostava de ir ao teatro, ainda que me limitasse às peças infantojuvenis, já que saí de lá com 19 anos.” A mudança foi para Joinville, junto com a mãe e as duas irmãs mais velhas. “Uma voltou pra continuar a faculdade. Quase voltei também, pois a adaptação foi difícil. Felizmente logo fiz amizades no cursinho, na faculdade e até no bairro, um ótimo lugar pra se morar”, diz, elogiando o Costa e Silva, onde reside desde que chegou, em 1998.

Teatro na faculdade

Decidida a seguir o caminho da arte, Samira formou-se em 2001 na faculdade de Educação Artística com licenciatura em artes plásticas. Deu aulas em escolas da rede municipal em Pirabeiraba e Rio Bonito, foi professora na faculdade de Design da Univille e há dois anos e meio é professora de Teatro e Cinema no Bom Jesus/Ielusc.

Enquanto estudava, Samira acabou se integrando ao grupo de teatro da universidade, hoje a Cia. de Repertório da Univille. “Ângela Finardi e Nando Morais eram meus professores, e me convenceram a entrar no teatro”, dá o devido crédito aos incentivadores. E sua estreia no palco já mostrou o lado “camaleoa” que a caracterizaria. “Como o grupo tinha apenas um homem, fiz um papel masculino, do personagem Horácio, na peça ‘Escola de Mulheres’, de Molière. Um início clasissicimo! Foi um desafio, ficamos um ano em cartaz e aprendi muito, tanto no palco quanto na técnica.”

Descoberta a veia artística, Samira Sinara aprofundou-se no estudo do teatro, assinou algumas peças como codiretora, fundou a Cia. Vai! – Núcleo de Pesquisa em Artes Cênicas e passou a viver o dia a dia da Ajote. Disposta a se especializar, teve durante dois anos a oportunidade de passar os fins de semana na cidade natal, cursando pós-graduação em artes cênicas na Faculdade de Artes do Paraná. Engatou com o mestrado em Patrimônio Cultural e Sociedade na Univille, onde formou-se no ano passado. E de lá vem seu mais novo projeto: “Neste ano sai meu primeiro livro, baseado na minha tese de mestrado, ‘A Casa Número 909 da Rua 15 de Novembro: Espaço Praticado de Memórias em Joinville’, sobre o casarão onde funcionou a Clínica Nossa Senhora da Saúde, da família Schroeder. Já passou no Simdec, só falta pingar o dinheiro.”

Na Ajote, onde integra a diretoria há duas gestões, Samira Sinara exercita o lado dirigente, herança genética da mãe empresária. “Com nossas quatro fontes de recursos – anuidades, bilheteria, locação do galpão e projetos –, conseguimos manter a associação atuante e a chama do teatro acesa na cidade”, conclui a atriz técnica professora.

Confira a programação da temporada Verão Teatral 2016 em www.teatroemjoinville.com.br.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Teatro

Loading...