Amigos avistam OVNIs em Chapecó e registram luzes em vídeos

Os jovens afirmam que se trata de algo extraterrestre e que os objetos se assemelham a discos voadores; ufólogo analisa as imagens

“Parecia uma estrela-cadente vermelha. Depois, quando paramos, vimos uma luz branca muito forte e algumas luzes vermelhas que pareciam girar, como um disco voador”. O relato é do morador de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, Eduardo Justo Patulé, de 23 anos. Ele e o amigo, Lucas Peixoto, de 22 anos, afirmam ter visto algo que se assemelha a OVNIs.

Os dois afirmam que era algo incomum. – Foto: Eduardo Justo Patulé/Divulgação/NDOs dois afirmam que era algo incomum. – Foto: Eduardo Justo Patulé/Divulgação/ND

“Sempre acreditei em extraterrestres, mas nunca presenciei nada semelhante. Foi bizarro”, recorda. As cenas foram flagradas e registradas em vídeos e fotos na madrugada do último domingo (13), enquanto os amigos observavam a cidade de dentro do carro em uma área na saída de Chapecó sentido a Xanxerê.

O jovem conta que o objeto caiu em uma área de mata fechada.  “Isso chamou nossa atenção e no primeiro momento pensamos ser uma estrela-cadente, até fizemos um pedido”, brinca. Mas ao observar, os amigos viram que se tratava de algo incomum.

A luz branca em meio a mata prendeu a atenção dos amigos que passaram a madrugada toda observando e tentando compreender o que seria. A luz piscava e se movimentava e ao olhar para o horizonte, Eduardo e Lucas perceberam a presença de outras duas luzes semelhantes.

Assista:

Vídeo: Eduardo Justo Patulé/Divulgação/ND

O formato, segundo Eduardo, era como se fosse uma bola branca com um pontinho em cada lado. As luzes ficavam fortes e fracas de maneira sincronizada. Após um tempo de observação, perceberam também a presença de luzes vermelhas piscando e se movimentando.

“Eram muitas e parecia o formato de um disco voador. Ficamos parados no carro prestando atenção e tentando registrar porque sabíamos que ninguém acreditaria. A olho nu dava para ver muito bem, mas registramos com o celular e dá para ter noção do que estávamos vendo.”, afirma o jovem.

Foi mais de sete horas ininterruptas de observação e gravações e por todo esse período os amigos confirmam que as luzes permaneceram no local. Por volta das 7h30 da manhã do domingo, os amigos tiraram outras fotos que demonstram objetos em tonalidade escura posicionados no meio da mata.

Vídeo: Eduardo Justo Patulé/Divulgação/ND

“Cheguei em casa e fiquei pensando no que vi. Chamei meu pai, que tem uma câmera fotográfica, e expliquei o que aconteceu. Ele aceitou ir comigo para ver se conseguíamos registrar algo com uma qualidade melhor”, relata Eduardo.

Segundo ele, um vídeo foi gravado com a câmera e ainda é possível ver a presença dos supostos objetos de outro mundo. “Para o meu pai são árvores que têm aquele formato, mas achei com uma cor estranha e muito diferente. Não tenho dúvida, é algo ligado a extraterrestres. Sabemos o que vimos durante a madrugada”, reforça o jovem.

Ufológo analisa imagens

Luiz Prestes Junior, ufólogo do GPUSC (Grupo de Pesquisa Ufológica de Santa Catarina), recebeu as imagens e está analisando o material. Porém, diz que, preliminarmente, é possível perceber que no local onde as luzes apareceram não há construções, postes de luz, ou algo que possa ser a origem das luzes.

Segundo ele, as luzes realmente estão acima do solo e diferem das vistas na cidade. Em sua análise inicial ele observa que um das luzes possui outras três luzes circundando e estão sobre as árvores.

Vídeo: Eduardo Justo Patulé/Divulgação/ND

“Posso te dizer em primeira mão que havia algo anormal naquela região, mas somente após a análise aprofundada das fotos e vídeos poderei dizer com certeza do que se tratava. Porém, já descarto que seja avião helicóptero, balão ou drone. Parecem ser um conjunto de luzes”, analisa.

Um laudo com a análise concreta deve ser concluído ainda nesta segunda-feira para identificar o que, possivelmente, possam ser as luzes.

Sobre o GPUSC

O Grupo de Pesquisa Ufológica de Santa Catarina foi criado em 2009 e está sediado na região de Joinville, mas atua com pesquisas em todas as regiões de Santa Catarina. O grupo é composto por profissionais de diversas áreas que se dedicam a pesquisa e estudo da ufologia.

Vídeo: Eduardo Justo Patulé/Divulgação/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tecnologia

Loading...