33 Giga

Blog de tecnologia com serviços e notícias quentes da área. Dicas, tutoriais, testes e muito mais, de forma simples e descomplicada.


Comparativo: qual é a melhor lâmpada inteligente do mercado?

Comparativo: qual é a melhor lâmpada inteligente do mercado? - Divulgação/PhilipsComparativo: qual é a melhor lâmpada inteligente do mercado? - Divulgação/Philips

Quando o assunto é smart home, as lâmpadas inteligentes talvez sejam os gadgets mais acessíveis ao público brasileiro. Isso porque contam com preço mais camarada e não exigem alto conhecimento em tecnologia para a instalação. O problema é que existe uma série de opções disponíveis nas prateleiras. Então, para ajudar os internautas nessa escolha, o 33Giga testou três modelos populares e, agora, indica qual deles é o melhor. Confira!

Leia mais:
10 dicas para deixar sua casa mais inteligente
Álbum: todos os eletrônicos testados pelo 33Giga
Energia elétrica: veja 7 dicas para economizar na conta de luz

Instalação

Para este comparativo, o 33Giga testou os seguintes gadgets: Philips HUE E27, Smart Lâmpada Wi-Fi, da Positivo, e Lâmpada LED Inteligente Wi-Fi (EPGG17), da Elsys. Todos são controlados por meio de um aplicativo próprio, que se conecta ao produto via Bluetooth.

Aqui, a instalação mais rápida e simples é a oferecida pela Philips. Ela não exige um cadastro do usuário – diferentemente das demais – e reconhece automaticamente a lâmpada. A pior opção, por sua vez, é a da Positivo. Isso porque, além da criação da conta, é necessário acender e desligar a luz um determinado número de vezes e esperar a boa vontade da conexão, que nem sempre acontece de primeira.

Em relação à lâmpada da Elsys, ela se encontra no meio do caminho. Ela pede que o usuário se cadastre – algo rápido, com e-mail e senha – e, depois, acenda a luz. Ela ficará piscando, pedirá a conexão Wi-Fi da casa e, então, estará disponível para uso.

Usabilidade

As três lâmpadas do comparativo têm a mesma oferta de uso: permitem controlar tonalidade e intensidade em um universo de 16 milhões de cores. Todas também oferecem a possibilidade de programar horários para acender ou desligar as luzes – neste contexto, vale destacar o sistema confuso da Philips que, em vez de ligar a lâmpada no horário programado, faz isso gradativamente 10, 20 ou 30 minutos após a hora agendada.

Ainda é importante ressaltar que todas recebem comandos de voz das assistentes virtuais Google Assistente e Alexa, da Amazon. Durante os testes do 33Giga, a única que deu trabalho para sincronizar foi a da Positivo. Inclusive, foi necessária a ajuda do suporte técnico para fazer o recurso funcionar.

Preço

Nesta categoria, a diferença é gritante entre a lâmpada da Philips e as outras duas. A unidade da HUE sai por R$ 400 contra R$ 99 da Elsys e R$ 109 da Positivo. O preço, inclusive, pode pesar bastante na decisão, uma vez que todas oferecem as mesmas funcionalidades e têm instalações parecidas.

Conclusão

Ao levar em consideração as três categorias analisadas, a lâmpada inteligente mais recomendada pelo 33Giga é a da Elsys. Ela tem instalação rápida e simples, oferece um aplicativo com luzes pré-programadas e opções personalizáveis, e tem um preço para lá de camarada para dispositivos inteligentes de Internet das Coisas (IoT).

A Philips HUE é uma ótima lâmpada, mas o valor salgado atrapalha a experiência. O produto da Positivo, por sua vez, oscila bastante em qualidade.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga