Foguete em teste da SpaceX explode depois de subir 10 km

O protótipo de nave espacial Starship SN9 teve problemas no pouso e explodiu na descida final no Texas

Após realizar um voo de teste em alta altitude no Texas, nesta terça-feira (2), o protótipo do foguete Starship SN9, da SpaceX, teve problemas no pouso e explodiu na descida final. As informações são do Insider.

Foguete Starship explode em pouso O SN9 decolou em Boca Chica, no Texas – Foto: Twitter/Reprodução/ND

O protótipo, com aproximadamente 16 andares, teve o mesmo destino do seu antecessor, o SN8, que bateu durante a descida. O voo foi transmitido ao vivo pela SpaceX.

O SN9 decolou em Boca Chica, no estado norte-americano do Texas, por volta das 15h25. Após subir 10 km, o veículo planou por cerca de 30 segundos no ar; foi quando desligou o motor e caiu “de barriga” no chão. O teste enfatizou a necessidade da nave de controlar a descida do espaço usando pequenas asas.

Quando o SN9 caiu, os motores foram acionados novamente em uma tentativa de virar o foguete para a posição vertical. Sem empuxo suficiente, o protótipo inclinou para o outro lado e bateu em um bloco de concreto, explodindo.

A SpaceX confirmou, na noite de terça-feira (2), que um dos motores não ligou durante a tentativa de pouso. Quando a poeira e a fumaça se dissiparam, apenas o resíduo carbonizado de SN9 permaneceu.

“Como você pode ver na cena, tivemos – novamente – outro grande voo até o apogeu de 10 quilômetros”, disse John Insprucker, engenheiro aeronáutico da SpaceX, durante uma transmissão ao vivo. “Só precisamos trabalhar um pouco nesse patamar.”

A FAA (Federal Aviation Administration) disse vai iniciar uma investigação sobre o problema, assim como fez com o voo do SN8.

Acidente já aconteceu antes

Até agora, já houve duas tentativas da SpaceX de voar protótipos de foguetes a grandes altitudes. A primeira vez, com o SN8, aconteceu no início de dezembro.

Foguete Starship explode em pouso O SN9 tinha aproximadamente 16 andares – Foto: John Kraus/Twitter/Reprodução/ND

De acordo com o fundador da SpaceX, Elon Musk, não é possível reutilizar um foguete que volta seriamente danificado; por isso, pousar corretamente é parte fundamental do processo.

O SN9, segundo ele, representa apenas um estágio de um projeto de duas etapas: a ideia é lançar um foguete de aproximadamente 23 andares, chamado de Starship-Super Heavy, à órbita.

Eventualmente, segundo Musk, o sistema poderia levar pessoas à lua e à Marte, onde Musk espera estabelecer a primeira civilização humana em outro planeta. A empresa deve primeiro descobrir, porém, como pousar o foguete na Terra e, em seguida, reutilizá-lo rapidamente para o próximo lançamento.

Licenças

A SpaceX planeja realizar mais voos de teste, incluindo de um protótipo mais novo, o SN10, que ficava em uma plataforma de lançamento ao lado do SN9. Antes, a SpaceX precisa obter uma licença de lançamento da classe orbital da FAA.

Para isso, é necessário passar por uma série de obstáculos regulatórios, como a Lei de Política Ambiental Nacional. A SpaceX já havia concluído uma intensa declaração de impacto ambiental para um lançamento em julho de 2014, mas esse plano era referente aos foguetes Falcon 9 e Falcon Heavy.

+

Tecnologia