Inovações, projetos e tecnologias são destaques para Florianópolis no Startup Summit

Parte da programação do Floripa Conecta, evento reúne mais de 3.100 participantes no Centrosul e movimenta a economia local até esta sexta-feira (5)

A leitura, os estudos e o cotidiano nunca mais serão os mesmos após esta quinta-feira (4) para a pequena Beatriz, de 7 anos, deficiente visual desde que nasceu e estudante da rede municipal de ensino de Florianópolis. Durante a abertura do Startup Summit, na Capital, na manhã deste dia, ela recebeu o dispositivo de inteligência artificial My Eye que, por meio de uma tecnologia israelense, transforma textos em áudios.

A pequena Beatriz conversou com o prefeito Topáziio Neto após testar tecnologia que transforma textos em áudios no evento – Foto: Cristiano Andujar/PMF/NDivulgação/NDA pequena Beatriz conversou com o prefeito Topáziio Neto após testar tecnologia que transforma textos em áudios no evento – Foto: Cristiano Andujar/PMF/NDivulgação/ND

Ao experimentar o aparelho ela escutou a leitura do trecho de um livro e depois, feliz, disse que gostou muito da novidade, que vai ajudar no seu dia a dia. Ela iria apenas testar o equipamento na ocasião, no entanto, durante a entrega, o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, percebendo a alegria da menina, permitiu que ela levasse os óculos para utilizá-los em casa. Ele agradeceu a presença de Beatriz no evento. “Esse dispositivo pode ser uma mudança na vida dela, o município está recebendo um deles como doação e, se tivermos condições, vamos investir para dar a oportunidade para que outros estudantes possam também usar essa tecnologia”, explica.

O pai de Beatriz, Sérgio Cardoso, conta que todos estavam ansiosos para ter acesso ao dispositivo. “Para nós é muita emoção, cada novidade, cada tecnologia que descobrem é motivo de muita alegria para nós. Desde ontem, quando soubemos, estávamos na expectativa, ela nem dormiu direito nesta noite esperando chegar esse momento. Acordou 6h30 pulando na cama. Ela tinha muita dificuldade no dia a dia, chegava no supermercado e os produtos não estavam em braile, por exemplo, então ela dizia: como eu vou comprar as coisas sozinha? E hoje mesmo ela já pediu para fazer compras e poder ler as etiquetas, estou sem palavras para agradecer esta oportunidade”, diz.

Atendimento a estudantes da rede pública

O equipamento foi doado pelo Consulado de Israel em São Paulo e pela OrCam no Brasil à Prefeitura de Florianópolis e atenderá 14 estudantes com problemas de visão matriculados nas escolas municipais da Capital, segundo a prefeitura.

Lançado em 2015 pela israelene OrCam, o equipamento assistivo passou a ser comercializado no Brasil em 2018 pela Mais Autonomia. O sistema é adaptado em três idiomas: português, inglês e espanhol. Cada aparelho custa, em média, U$ 3 mil, o equivalente a R$ 14 mil.

A entrega da tecnologia ocorreu durante o Startup Summit, evento que começou nesta quarta-feira e movimentará a cidade e a economia local até esta sexta-feira (5). O evento deu a largada na programação do Floripa Conecta, movimento que surgiu na capital catarinense justamente para fomentar a economia criativa e o setor de eventos no mês.

Co-realizada pela Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, a iniciativa é promovida também pela parceria entre Acif (Associação Empresarial de Florianópolis), Acate (Associação Catarinense de Tecnologia), Sebrae/SC, Fiesc (Federação das Indústrias de SC), CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis), Fundação Certi e Abrasel-SC (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de SC).  Mais de 3.100 pessoas participaram do primeiro dia do evento no Centrosul. As inscrições para assistir às palestras do Startup Summit de forma virtual superaram o total de 19 mil pessoas.

Para o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, iniciativas como o Floripa Conecta mostram que o turismo na Capital vai muito além das belezas naturais e das praias, com atrações o ano inteiro. Há ainda a questão econômica: os eventos atraem turistas, geram emprego e renda. “Esse movimento une a iniciativa pública e privada, fortalece a economia criativa e o turismo fora de temporada, consolidando a nossa cidade como destino de negócios, cultura e lazer em qualquer época do ano”, ressalta.

A iniciativa também tem o propósito de fortalecer o desenvolvimento econômico da cidade e unir os segmentos de tecnologia, turismo e economia criativa, acrescenta o secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Florianópolis, Juliano Richter. “Ele foi inspirado no SXSW de Austin no Texas e nós o trouxemos para agosto, que é o período da nossa maior baixa temporada da cidade. Desta forma, reunimos vários eventos em um só período, para que a cidade possa também construir, convergir e cooperar também nessa época”, afirma.

Capacitação de jovens e adultos de baixa renda em tecnologia

Ainda durante o Startup Summit, foi assinada nesta quinta-feira (4) a parceria entre Prefeitura de Florianópolis, Fiesc/Senai, Sebrae/SC e Acate para a execução do programa Floripa Mais Tec, que vai oferecer, gratuitamente, trilhas de aprendizagem em tecnologia, empoderando crianças e adultos de baixa renda a se apropriar dos recursos tecnológicos para garantir melhores oportunidades de trabalho, resultando em melhoria da renda e da qualidade de vida. A intenção é impactar diretamente até 3.500 jovens da Capital.

De acordo com o município, os principais objetivos da iniciativa são educar para o futuro, democratizar o acesso à tecnologia e potencializar a revolução tecnológica em Florianópolis. O lançamento oficial do programa será realizado ainda neste mês de agosto, mas os interessados já podem conhecer mais sobre a iniciativa em http://floripamaistec.pmf.sc.gov.br/.

Para o prefeito de Florianópolis, a união de esforços entre a gestão pública e a iniciativa privada deve fazer a diferença na concretização do projeto. “A tecnologia é hoje um dos três pilares da economia de Florianópolis, ao lado do turismo e da prestação de serviços. Inserir e preparar os mais jovens e adultos para ingressar neste mundo vai além de simplesmente capacitá-los para o mercado de trabalho. Estamos dando um grande passo no caminho da democratização do acesso à tecnologia”, ressalta Topázio Neto.

Durante o evento foi assinada a parceria para a execução do programa Floripa Mais Tec – Foto: Cristiano Andujar/PMF/Divulgação/NDNDDurante o evento foi assinada a parceria para a execução do programa Floripa Mais Tec – Foto: Cristiano Andujar/PMF/Divulgação/NDND

Show de luzes, música e rodadas de negócios

A programação oficial do Floripa Conecta prevê mais de 50 eventos que incluem festivais inéditos de luzes, música e rodadas de negócios. As atrações serão realizadas nas áreas de tecnologia, gastronomia, empreendedorismo, cultura, turismo e outros setores que movimentam a economia criativa da Capital, além de eventos parceiros pré e pós-Floripa Conecta.

Entre os destaques da edição 2022 estão a Pop Pride Festival, o projeto Trilhas de Criança, o Rolê DasMina, Business Road Network e Startup Summit, entre outros.

Alguns projetos também farão sua estreia durante o Floripa Conecta. É o caso do Festival de Luzes de Florianópolis, evento inédito que levará para a Lagoa da Conceição, o Centro e a SC-401 espetáculos de arte-mídia por meio de drones e projeção mapeada.

Outra novidade é o Pop Pride Festival, com Pabllo Vittar, Lia Clark e mais 8 artistas. Mais do que promover oito horas de música, o evento é também uma plataforma de visibilidade e fortalecimento para a comunidade LGBTQIA+.

“A expectativa é muito grande para o Floripa Conecta neste ano. É um setor que ficou represado durante dois anos, então as pessoas estão querendo realmente participar e ir em eventos e apresentações às quais estavam acostumadas ou que gostariam de conhecer. E também tem um papel muito importante para esse setor, que foi o que mais sofreu durante a pandemia.  Desta forma, o evento acaba realmente sendo uma excelente oportunidade para que esses festivais e realizações possam ter uma maior forma de promoção”, avalia Fábio Queiroz, diretor de Eventos e Turismo da Acif.

Promoção da cidade e incentivo à economia local

Ao agregar eventos realizados em diferentes bairros, o Floripa Conecta convida a população a redescobrir e reconhecer a cidade. Um dos projetos que integram a programação, por exemplo, é a Feira Amigos do Monte Serrat, no dia 6 de agosto. A Feira será em um dos bairros históricos do Maciço do Morro da Cruz, no Centro.

Outro destaque é o projeto Trilhas de Criança, no dia 13, que promove experiências afetivas com os biomas da Ilha para o público infantil.

No Norte da Ilha, a Feira Maria da Ilha propõe o reconhecimento da cidade por meio da gastronomia típica e da cultura.

 Rodas de Negócios e Capacitação para produtores

Outra novidade desta edição são as Rodas de Negócios entre produtores, agitadores culturais, empreendedores e entidades. Essas rodadas serão realizadas depois do dia 14 com o propósito de promover e facilitar colaborações e cooperações entre quem atua na área.

Também serão realizadas oficinas de capacitação para produtores, com temas que abrangem desde captação de recursos via leis de incentivo até como concorrer em editais, por exemplo.

 Serviço

O Quê: Floripa Conecta 2022
Quando: 4 a 14/8, Florianópolis

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal

+

Prefeitura de Florianópolis

Loading...