Prefeitura de Florianópolis começa a 2ª fase para a implantação dos semáforos inteligentes

Instalação de 120 câmeras em 30 cruzamentos do Centro da capital catarinense compõem o sistema de semáforos inteligentes

A Prefeitura de Florianópolis começou a instalar as 120 câmeras de videomonitoramento próximas aos semáforos em 30 dos cruzamentos mais movimentados do Centro. Essa é a segunda fase para a implantação da tecnologia dos semáforos inteligentes, que monitora o fluxo de veículos e determina o tempo de abertura e fechamento do trânsito. Para o diretor da Diope (Diretoria de Operação do Sistema Viário de Florianópolis), Fabrício Justino, a expectativa é de terminar essa fase até o fim de maio. Os semáforos que atualmente funcionam com o sistema de “tempo fixo”, devem começar a operar com o “tempo real” no segundo semestre.

Os 30 dos cruzamentos mais movimentados do Centro terão 120 câmeras de videomonitoramento próximas aos seus semáforos - Marco Santiago/ND
Os 30 dos cruzamentos mais movimentados do Centro terão 120 câmeras de videomonitoramento próximas aos seus semáforos – Marco Santiago/ND

A primeira fase, que já foi concluída, consistiu na instalação de 30 novos controladores. “Os semáforos da Capital seguem o modelo de tempo fixo, ou seja, eles fecham e abrem seguindo um período de tempo já estipulado. Com a mudança, 30 destes aparelhos, que estarão nas áreas de maior fluxo, seguirão o tempo real, que verifica a situação do trânsito 24 horas/dia, por sensores, e consegue aperfeiçoar o fluxo, variando o período de sinais abertos e fechados”, explicou Justino.

Florianópolis tem 643 semáforos divididos em 131 cruzamentos. Segundo Justino, os semáforos inteligentes serão instalados nas avenidas Beira-Mar Norte, Paulo Fontes e Rio Branco, além da rua Padre Roma.

O diretor da Diope informou que o motorista sentirá a efetividade do novo sistema em horários fora do pico. “Durante os horários de pico, quando o movimento de veículos é grande em todos os sentidos, os usuários quase não notarão a diferença, mas em período noturno, em feriados e fins de semana o sistema fará a diferença. Isso porque ele deixa o semáforo onde há um fluxo maior aberto por mais tempo”, explicou. A tecnologia adquirida junto à empresa paulista Brascontrol Indústria e Comércio foi desenvolvida em parceria com a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Sistema passará por calibragem

A terceira fase da implantação dos semáforos inteligentes será a calibragem dos sensores com a nova tecnologia. Essa etapa pode levar até 40 dias de testes. Mesmo assim, apenas com a instalação dos 30 controladores, o sistema de semáforos de Florianópolis já demonstra mais confiabilidade.

Segundo o diretor da Diope, Fabrício Justino, nos locais onde os novos controladores estão operando, as sinaleiras não ficam mais intermitentes. “Quando houver queda de energia, os semáforos caem automaticamente para o intermitente e voltam ao normal quando a energia é restabelecida. Diferente de como acontece hoje em dia”, afirmou Fabrício Justino.

De acordo com os técnicos da Brascontrol, que está fornecendo os novos equipamentos, é necessário um período para o ajuste do sistema. “Qualquer sistema adaptativo em tempo real necessita de dados de campo e análise de engenharia [simulações virtuais] para poder preparar a base do algoritmo para o local. Precisamos de uma janela de tempo suficiente para gerar dados precisos e com volume necessário para uma boa análise de tráfego, já que chuva, acidentes, feriados e vários outros fatores interferem muito nesta análise”, detalhou o diretor da empresa, Fábio Nobre.

Onde o sistema vai operar

  • Avenida Beira-Mar Norte
  • Avenida Paulo Fontes
  • Avenida Rio Branco
  • Rua Padre Roma

Fonte: Diope 

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tecnologia