Chuva interdita parcialmente BR-280 em Mafra; veja situação no Norte de SC

Rodovia no Planalto Norte precisou ser interditada após um deslizamento de terra; em Rio Negrinho, nível do rio segue em alerta devido a quantidade de chuva

A chuva que se arrasta há dias em todo o Estado causou novos estragos entre esta quinta-feira (21) e a madrugada desta sexta (21) na região Norte. Alagamentos, deslizamentos de terra e quedas de árvores movimentaram as defesas civis municipais, que seguem monitorando a situação.

chuva causa alagamentosMonitoramento mostra o acumulado de chuva registrados nas últimas horas em Santa Catarina – Foto: Defesa Civil/Divulgação

Segundo dados da Defesa Civil, oito cidades da região aparecem entre as que tiveram o maior acumulado de chuva nos últimos três dias. São elas:

  • Garuva: 179 mm; 64 mm só nas últimas 24 horas;
  • Papanduva: 167 mm; 20 mm só nas últimas 24 horas;
  • Schroeder: 158.8 mm; 69.4 mm só nas últimas 24 horas;
  • Barra Velha: 150 mm; 36.2 mm só nas últimas 24 horas;
  • Jaraguá do Sul: 140 mm; 69.0 mm só nas últimas 24 horas;
  • Itaiópolis: 135.4 mm; 9.2 só nas últimas 24 horas;
  • São Francisco do Sul: 124.0 mm; 59.0 só nas últimas 24 horas;
  • Guaramirim: 121.0 mm; 69.0 mm só nas últimas 24 horas.

Na rodovia SC-477, entre as cidades de Papanduva e Itaiópolis, parte da pista, no Km 55, rachou. Equipes da PMRv (Polícia Militar Rodoviária) estão no local para averiguar a situação. O trânsito no local segue normalmente.

Pista “rachou” na rodovia que liga as duas cidades do Planalto Norte do Estado – Foto: PMRv/DivulgaçãoPista “rachou” na rodovia que liga as duas cidades do Planalto Norte do Estado – Foto: PMRv/Divulgação

Já em Mafra, no km 193 da BR-280, parte da pista precisou ser interditada devido a um deslizamento ao lado da rodovia, em que havia risco de atingir o acostamento e a faixa de rolamento.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), equipes de uma empresa contratada pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) vão reparar a rodovia ao longo do dia. Ainda não há previsão para liberação da pista.

Movimentação de terra foi registrado na BR-280 em Mafra – Foto: PRF/DivulgaçãoMovimentação de terra foi registrado na BR-280 em Mafra – Foto: PRF/Divulgação

Em quatro dias, 35 ocorrências já foram registradas em Joinville

Desde segunda-feira (18) até a noite desta quinta-feira (21), Joinville, no Norte do Estado, já havia registrado 35 ocorrências relacionadas às chuvas. Em grande parte foram situações diversas, como acúmulo de água – 11 chamados.

Chuva causou deslizamentos e quedas de árvores em Joinville – Foto: Prefeitura de Joinville/DivulgaçãoChuva causou deslizamentos e quedas de árvores em Joinville – Foto: Prefeitura de Joinville/Divulgação

Também ocorreram nove deslizamentos, oito quedas de árvores, quatro situações envolvendo erosão pluvial e três quedas de muro. Apesar disso, não houve nenhuma situação grave ou de dano à vida.

Na manhã desta sexta-feira, equipes da Defesa Civil continuam nas ruas realizando vistorias e atendendo as ocorrências.

Em Rio Negrinho, nível do rio continua em alerta

Em Rio Negrinho, no Planalto Norte, a Defesa Civil segue fazendo o monitoramento do rio que corta à cidade. Segundo a última medição, realizada às 7h, o canal estava com 3,17 metros acima do normal.

No momento, a situação é de atenção na cidade. O nível de alerta é de 3,5 metros, enquanto o de emergência é de 4 metros. Até o momento, não houve registro de ocorrências graves, nem de pessoas desabrigadas ou desalojadas devido às chuvas.

Nível do rio segue sendo monitorado pela Defesa Civil – Foto: Prefeitura de Rio Negrinho/DivulgaçãoNível do rio segue sendo monitorado pela Defesa Civil – Foto: Prefeitura de Rio Negrinho/Divulgação

Quedas de árvores e deslizamentos também são registrados em Guaramirim

No município de Guaramirim, foram registrados pontos de alagamentos em ruas, queda de árvore e pequenos deslizamentos de terra, mas sem gravidade.

A Defesa Civil também acompanhou a movimentação de terra na SC-108, às margens da rodovia, onde já ocorreram deslizamentos em outros anos. O local foi sinalizado e está sendo monitorado.

Cidade também faz monitoramento de possíveis deslizamentos na SC-108 – Foto: Prefeitura de Guaramirim/DivulgaçãoCidade também faz monitoramento de possíveis deslizamentos na SC-108 – Foto: Prefeitura de Guaramirim/Divulgação

Nível do rio subiu cerca de 57cm em Itapoá

Na quinta-feira, a cidade de Itapoá, no Litoral Norte, registrou pelo menos 15 pontos de alagamentos em várias ruas, principalmente nas vias próximas ao leito do rio Saí-Mirim. O nível do rio subiu cerca de 57cm.

Além disso, segundo a Prefeitura, os canais de água pluvial não deram conta de dar vazão ao volume de chuvas. Não há registros de desalojados. A Defesa Civil segue em alerta para prevenir qualquer situação de risco.

Chuva também causou alagamentos em Itapoá – Foto: Prefeitura de Itapoá/DivulgaçãoChuva também causou alagamentos em Itapoá – Foto: Prefeitura de Itapoá/Divulgação

Vídeo mostra deslizamento em morro em São Francisco do Sul

Em São Francisco do Sul, ao menos sete bairros registraram ocorrências devido as chuvas nesta quinta-feira. Além disso, um vídeo, publicado nas redes sociais, mostra o momento exato em que ocorre o deslizamento de terra em um morro da cidade.

Os alagamentos foram registrados nos bairros Reta, Paulas, Rocio Pequeno, Rocio Grande, Centro, Ubatuba e localidade do Majorca. Já os deslizamentos ocorreram no Centro, Rocio Pequeno, Acaraí e Paulas.

Uma reunião emergencial foi realizada para discutir as prioridades no atendimento à população e aos pontos mais prejudicados. No encontro, foi traçado um plano de trabalho, ações de resposta e restabelecimento das áreas afetadas.

Em Barra Velha, famílias foram isoladas devido os alagamentos

Devido as chuvas que atingem a cidade, a Prefeitura de Barra Velha teve que isolar algumas famílias por conta dos alagamentos. Em alguns pontos, a água chegou de 10 cm à um metro de altura.

Os isolamentos aconteceram no Centro, na Avenida Paraná, e nos bairros Itajuba, Medeiros, São Cristóvão e Quinta dos Açorianos. A Defesa Civil municipal permanece em alerta vermelho devido às chuvas.

Chuva deve continuar nesta sexta-feira

A previsão do tempo indica que a chuva deve persistir na região durante esta sexta-feira. Em termos de volume, Grande Florianópolis, Baixo e Médio Vale do Itajaí e Litoral Norte seguem sendo as regiões mais afetadas.

Os alertas meteorológicos continuam indicando risco de deslizamentos e inundações, já registrados nos últimos dias.

Os acumulados de chuva devem ultrapassar os 100 mm, mas apesar de a previsão apontar mais dias de chuva adiante, sábado (23) deve registrar chuvas menos volumosas.

Confira as recomendações da Defesa Civil

Em casos de alagamentos e inundações, evite o contato com as águas e não dirija em locais alagados. O trânsito em pontilhões e pontes submersas também não é indicado.

Destaque para cuidados especiais com crianças próximas a rios e ribeirões.

Já em situações de deslizamento de terra, a população deve ficar atenta a alguns sinais como a inclinação de postes e árvores.

Qualquer movimento de terra ou rochas próximo à residência ou aparecimento de rachaduras em muros ou paredes devem ser observados pelos moradores.

Os problemas devem ser comunicados à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou Corpo de Bombeiros 193.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...