Chuva dificulta reparos de estragos em municípios da Grande Florianópolis

Três cidades da região decretaram situação de emergência por conta dos danos causados pelas chuvas na última semana; novas pancadas desafiam os trabalhos

Os municípios de Alfredo Wagner, Anitápolis e Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, que decretaram situação de emergência por conta dos estragos provocados pelas chuvas na última semana, estão enfrentando problemas para realizar as restaurações.

O Estado segue com previsão de novas pancadas de chuva, o que atrapalha os serviços de reparação realizado pelas prefeituras.

Chuvas causaram estragos em Alfredo Wagner e pessoas ficaram isoladas – Foto: Prefeitura Alfredo Wagner/NDChuvas causaram estragos em Alfredo Wagner e pessoas ficaram isoladas – Foto: Prefeitura Alfredo Wagner/ND

Em Alfredo Wagner, mais de 400 famílias continuam ilhadas depois da forte chuva da ultima semana.

Ao menos 14 pontes foram levadas, impedindo o acesso a dez comunidades.

“Está sendo feita a restauração das pontes que foram danificadas, também estão sendo reconstruídas as que foram destruídas. A gente está esperando ainda para ver como vai ficar o tempo nesses próximos dias, pra iniciar novamente os trabalhos, arrumar as estradas e reparar os danos”, informou o assessor jurídico da Prefeitura de Alfredo Wagner.

A prefeitura tenta reparar todos os danos até o dia 18 de fevereiro, data que deve marcar o retorno das aulas.

“Expectativa é de que até o dia 18 a gente possa voltar às aulas, o pessoal possa sair de suas comunidades, já que muitas pessoas ficaram isoladas por causa da falta dessas pontes, e agora estamos fazendo primeiramente a retirada de barreiras e reparo das pontes, esse é o trabalho inicial.”

Além disso, a prefeitura informou que pretende fazer um trabalho de prevenção contra esse tipo de ocorrências.

“Também estamos em busca de recursos, talvez junto à Defesa Civil, para que a gente faça um estudo hidrográfico na região, para que o município não venha a sofrer novamente com este tipo de problema”.

Anitápolis

Em Anitápolis, rios transbordaram, deslizamentos e alagamentos foram registrados, bueiros e pontes foram danificados, além de perdas nas lavouras e pecuária.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura do município, além da condição climática desfavorável, os recursos são insuficientes.

“Temos uma ponte que foi totalmente destruída, outras tantas comprometidas, muitos bueiros quebrados e/ou entupidos. Tivemos vários locais com queda de barreiras, muitas estradas e acessos das propriedades em situações precárias. Estamos fazendo o possível para tentar manter pelo menos as estradas liberadas, porém os recursos são insuficientes, principalmente para reconstrução da ponte na comunidade do Rio da Prata”, informou.

Prefeitura realiza reparos em estragos da chuva, em AnitápolisPrefeitura de Anitápolis trabalha para liberar pista após chuva – Foto: Divulgação/Prefeitura de Anitápolis

No dia 23 de janeiro, foi realizado um mutirão com os moradores da comunidade do Salto, que se mobilizaram para realizar a roçada da estrada geral.

Segundo a assessoria da prefeitura, no próximo final de semana deve ser feito um novo mutirão em outra localidade, ainda não confirmada.

Uma nota emitida pela prefeitura alerta os moradores que moram nas proximidades das áreas afetadas.

“Infelizmente estão acontecendo em vários pontos do município quedas de barreiras, temos vários locais das estradas praticamente intransitáveis, pontes danificadas e até destruídas. Alertamos as pessoas que moram nos morros e em encostas, que fiquem atentos para qualquer dano, rachadura, ou queda de barreira. As previsões do tempo, para os próximos dias ainda é de muita chuva, sendo impossível fazer melhorias nas estradas neste momento. Estamos acompanhando diariamente as condições das estradas e estamos trabalhando para manter os acessos”, disse a nota.

Santo Amaro da Imperatriz

Já em Santo Amaro, o aumento do nível do Rio Cubatão deixou o município em estado de alerta. “Essa água [do rio Cubatão], quando chega a Santo Amaro, chega com velocidade e rapidez. Por isso o alerta, para que as pessoas não fossem surpreendidas, de madrugada, com a água chegando perto das casas”, afirmou o chefe do executivo da cidade.

Na última quinta-feira (28), o nível do rio subiu mais de quatro metros.

Santo Amaro da Imperatriz também registrou muitas perdas por conta das chuvas – Foto: Reprodução/FacebookSanto Amaro da Imperatriz também registrou muitas perdas por conta das chuvas – Foto: Reprodução/Facebook

Mesmo com a previsão para novas chuvas, equipes da prefeitura, Polícia Militar e Defesa Civil seguem trabalhando para amenizar a situação.

Equipes seguem trabalhando para amenizar estragos em Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Reprodução/FacebookEquipes seguem trabalhando para amenizar estragos em Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Reprodução/Facebook

O prefeito de Santo Amaro da Imperatriz publicou uma nota nas redes sociais sobre as ações.

“Um período atípico na história da nossa cidade. Nas últimas semanas as chuvas não deram trégua, famílias desabrigadas e ilhadas, estradas destruídas, nosso rio inundou algumas áreas… vivenciamos um período difícil. Nossa equipe está nas ruas faça chuva ou faça sol, cedo até tarde e finais de semana, para levar a normalidade e o conforto a todos os santamarenses. O sol voltará a brilhar em Santo Amaro da Imperatriz”, disse o prefeito do município, Ricardo Costa.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Tempo