Chuvas fortes causam estragos em ao menos 12 cidades de Santa Catarina

Defesa Civil ainda atua no levantamento das ocorrências pelo Estado; sete mortes já foram confirmadas na região do Alto Vale

As chuvas fortes que atingiram Santa Catarina na madrugada desta quinta-feira (17), provocaram estragos e deixaram desalojados em municípios do Vale do Itajaí e da Grande Florianópolis.

O município de Presidente Getúlio foi um dos mais afetados pelas chuvas em Santa Catarina – Foto: Reprodução/Redes SociaisO município de Presidente Getúlio foi um dos mais afetados pelas chuvas em Santa Catarina – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Os municípios mais afetados foram Presidente Getúlio, Rio do Sul, Apiúna e Ibirama, no Vale do Itajaí, e São José e Palhoça na Grande Florianópolis.

Foram confirmadas seis vítimas fatais em Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí, em função de uma forte enxurrada provocada por 125 milímetros de chuva em um espaço de apenas seis horas.

Havia a informação preliminar de 10 óbitos e 20 desaparecidos. Segundo a Defesa Civil do Estado, será decretado Estado de Calamidade Pública no município.

Em Ibirama casas foram levadas pela força das águas e abrigos foram abertos para a população. Uma vítima fatal foi localizada na manhã de hoje no bairro Ariado, o corpo ainda não foi identificado. Há ainda duas pessoas desaparecidas.

Equipes da Defesa Civil Estadual, Polícia Militar e do CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina) atuam desde a madrugada no resgate e levantamento de perdas.

Barragens

Com os grandes índices pluviométricos o sistema de operação das barragens entrou em funcionamento na madrugada desta quinta-feira.

As unidades de Taió e Ituporanga começaram a ser operadas com o fechamento de todas as comportas.

Após reunião com o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Aldo Baptista Neto, por volta das 7h30, o governador Carlos Moisés determinou que a Equipe de Força-Tarefa 15 de Rio do Sul apoie os trabalhos dos Bombeiros Voluntários na região.

Ele também determinou o deslocamento do helicóptero Arcanjo 03 do CBMSC para atuar nos resgates.

Estragos pelo Estado

Em Aurora o rompimento de um lago atingiu algumas casas provocando danos materiais e alagamentos pontuais. Até o momento 15 famílias estão desabrigadas em virtude de cheia causada por um afluente do rio Itajaí-Açu.

Deslizamento de terra em Palhoça, na Grande Florianópolis – Foto: Ian Sell/NDDeslizamento de terra em Palhoça, na Grande Florianópolis – Foto: Ian Sell/ND

O temporal causou a queda de árvores no interior de Itaiópolis, no Planalto Norte Catarinense. Em apenas três horas, a cidade registrou um acumulado de 60 mm de chuva.

Em Apiúna houve danos em estruturas públicas, pontilhões e ruas danificadas.

Na cidade de Ascurra foram registrados problemas de deslizamentos, enxurrada em alguns bairros, danos em vias públicas e pontes de acesso a alguns moradores.

Em Balneário Camboriú a Defesa Civil registrou chamadas na avenida Brasil, avenida das Flores, rua São Paulo e ruas do Bairro da Barra.

Em Rio do Sultrês abrigos foram abertos e recebem, até o momento, cerca de 15 famílias. Cerca de 84 milímetros de chuva caíram em Rio do Sul nas últimas horas. Às 6h, o nível do rio estava em 6,84 e a cota de inundação é de 7,5.

O rio Itajaí já se encontra em alerta, o acesso ao município está interrompido devido a elevação do nível. A régua de medição de nível estava com 4,50 metros às 9h.

A região da Grande Florianópolis também foi afetada pelas fortes chuvas que atingiram Santa Catarina. A cidade de Palhoça é uma das cidades mais afetadas. Motoristas enfrentaram problemas na região do Shopping Via Catarina, no bairro Passa Vinte.

O município de Santo Amaro da Imperatriz também reportou deslizamentos.

Estragos em rodovias

Durante a manhã, dois pontos da BR-470 ficaram interditados por causa de queda de barreira em Agronômica e transbordamento de um ribeirão em Ibirama. O trecho em Agronômica já foi liberado.

Até as 11h10, o ponto no município de Ibirama seguia com fluxo lento de veículos.

Houve ainda uma queda de barreira no km 268,350 da SC-350, no município de Aurora. Até as 10h40, a rodovia seguia parcialmente interditada nesse trecho.

Maquinários foram deslocados para desobstrução da via. No km 369,600 houve desmoronamento do bordo da pista e lama.

Desmoronamento do bordo da pista e lama em Aurora – Foto: PMRV/Divulgação/NDDesmoronamento do bordo da pista e lama em Aurora – Foto: PMRV/Divulgação/ND

Chance de temporais para quinta-feira

Segundo a Defesa Civil a tendência é que siga o alto volume de chuva nas regiões da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte nesta quinta-feira. Há inclusive a chance “alta”, segundo o órgão, de desastres.

A Defesa Civil de Santa Catarina reforça a importância do cadastro para o recebimento de alertas SMS. Para isso basta enviar uma mensagem de texto SMS para o número 40199 contendo no corpo do texto apenas o CEP (Código de Endereçamento Postal) do local que deseja ser monitorado.

+

Tempo

Loading...