Clarão, explosão e tremor: queda de um bólido no Sul do Brasil intriga autoridades

Queda de um bólido, na fronteira entre Brasil e Uruguai intriga a comunidade que ainda tem a esperança de encontrar destroços da rocha espacial

Autoridades do Uruguai e do Brasil buscam destroços de um bólido que atravessou a atmosfera, abriu um clarão, produziu um forte ruído e ainda fez tremer a terra.

Imagem do satélite que mostra o rompimento do bólido na atmosfera entre Brasil e Uruguai – Foto: Satélite Uruguai/divulgaçãoImagem do satélite que mostra o rompimento do bólido na atmosfera entre Brasil e Uruguai – Foto: Satélite Uruguai/divulgação

O episódio foi registrado nesta quarta-feira (20), na localidade de Vichadero, no Departamento de Rivera, próximo a fronteira com o Rio Grande do Sul e distante quase 500 km de Montevidéu.

De acordo com informações do periódico uruguaio El Pais, a expectativa é que destroços ainda sejam encontrados no solo que faz a fronteira entre Brasil e Uruguai.

Ainda conforme apuração do jornal uruguaio, testemunhas noticiaram um clarão no céu nos departamentos de Rivera, Salto, Tacuarembó e Cerro Largo.

Para o chefe de prognósticos da Inume (espécie de instituição de meteorologia do Uruguai), meteorologista e astrônomo Néstor Santayana, um satélite mapeou o rompimento do bólido na atmosfera, por volta das 11h40, “una fuerte explosión” foi associada ao fenômeno que “captó la atención en las redes sociales”.

Néstor revelou ainda que um estudo foi aberto para tentar entender a chegada repentina do objeto que, conforme seu próprio relato, não é a primeira vez que acontece.

Equipes do Uruguai e do Brasil entendem que, tamanha a magnitude do evento, é possível que partes sejam encontradas já que o “meteoroide” não tenha se desintegrado por inteiro.

No Brasil

No lado brasileiro o fenômeno também foi confirmado ao ingressar na fronteira entre a Campanha do Rio Grande do Sul e o Norte-Nordeste uruguaio. De acordo com as informações do Portal Metsul, o instrumento GOES (Geostationary Lighting Mapper), usado no monitoramento de raios, captou o ingresso do objeto espacial cruzando a fronteira.

Ainda de acordo com informações reproduzidas pelo portal, a captação por parte do satélite, dá a conclusão de que a rocha espacial foi de grande dimensão, sobretudo, pelo clarão na luz do dia e o estampido.

Bólido

Conforme astrônomos o bólido provoca uma claridade muito maior que um meteoro, por exemplo, além de provocar explosões e/ou vibrações. Há casos em que o fenômeno pode gerar estampido com vibrações a ponto de as pessoas sentirem a terra tremer.

A ciência, inclusive, lembra que a queda de um bólido dificilmente oferece algum risco já que cai em espécies de fragmentos.

Na frieza do dicionário um bólido significa um “corpo de grande velocidade, projétil’; ou ainda “meteoritos brilhantes e inflamados”.

+

Tempo

Loading...