Com famílias desabrigadas e regiões inundadas, municípios do Sul de SC decretam emergência

Tubarão é uma das cidades mais atingidas com cerca de 700 pessoas em abrigos e locais tomados pela água

Quatro municípios do Sul catarinense já decretaram situação de emergência por conta das fortes chuvas. Um dos mais atingidos foi Tubarão. A cidade tem mais de 700 pessoas desabrigadas e registro de inundações provocadas pelo Rio Tubarão, que chegou a sete metros acima da média na madrugada desta quinta-feira (5).

Tubarão decreta situação de emergência - Divulgação/ND
1 4
Tubarão decreta situação de emergência - Divulgação/ND
Cidade registra diversos pontos de inundação por extravasamento do Rio Tubarão - Divulgação/ND
2 4
Cidade registra diversos pontos de inundação por extravasamento do Rio Tubarão - Divulgação/ND
Ponte do Morrotes fica interditada após balsa colidir contra guarda corpo - Divulgação/PMT/ND
3 4
Ponte do Morrotes fica interditada após balsa colidir contra guarda corpo - Divulgação/PMT/ND
Tubarão é um dos municípios mais atingidos pelas fortes chuvas - Mauricio Vieira/Secom/Divulgação/ND
4 4
Tubarão é um dos municípios mais atingidos pelas fortes chuvas - Mauricio Vieira/Secom/Divulgação/ND

O município também teve queda de energia durante à noite. Segundo a prefeitura, milhares de residências localizadas no Centro e em alguns bairros da cidade ficaram sem energia elétrica. O retorno aconteceu por volta das 3h.

Além disso, a Ponte Manoel Alves dos Santos, conhecida como Ponte do Morrotes, precisou ser interditada pela Defesa Civil nesta madrugada, após uma balsa ser arrastada pela correnteza do rio e danificar parte do guarda corpo.

Presos são transferidos

Segundo a SAP (Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa), as forças de segurança do município também estão realocando 759 apenados do Presídio e da Penitenciaria de Tubarão para outras 14 unidades do Estado, após os dois locais ficarem inundados.

Ainda conforme a secretaria, neste momento está sendo feita a conferência e a contagem dos internos, e aqueles que tiveram lesões estão recebendo atendimento. Já em relação aos adolescentes, que estavam no Casep de Tubarão, foram transferidos para o Case de São José.

Desmoronamento destrói esculturas em paredão

Em Orleans, os estragos provocados pelas chuvas também são severos. A cidade foi a primeira a decretar situação de emergência no Sul do Estado, após ter ponte parcialmente destruída e outras áreas interditadas por conta de deslizamentos e alagamentos.

Nesta manhã, um desmoronamento na encosta, onde estão esculpidas as “Esculturas do Paredão”, também assustou moradores da cidade. Com o incidente, a estátua do artista Zé Diabo, inaugurada em agosto – no aniversário do município, foi destruída.

Um deslizamento nessa quinta-feira (5) comprometeu um ponto turístico importante da cidade - Divulgação/ND
1 3
Um deslizamento nessa quinta-feira (5) comprometeu um ponto turístico importante da cidade - Divulgação/ND
No local, ficava a obra
2 3
No local, ficava a obra "Esculturas do Paredão" e a estátua do artista Zé Diabo - Divulgação/ND
Instituição responsável pelas peças ainda calcula os prejuízos - Divulgação/ND
3 3
Instituição responsável pelas peças ainda calcula os prejuízos - Divulgação/ND

Segundo o Unibave (Centro Universitário Barriga Verde), representantes da instituição já estiveram no local e agora aguardam um parecer da Defesa Civil que vai avaliar a situação.

Forquilhinha decreta emergência

O governo de Forquilhinha também decretou situação de emergência devido às fortes chuvas registradas. Segundo a administração municipal, cerca de 50 famílias ficaram desalojadas com o aumento do nível do Rio Sangão. Elas residiam nos bairros Cidade Alta, Nova York e Ouro Negro.

Forquilhinha foi tomada pela água - Divulgação/ND
1 2
Forquilhinha foi tomada pela água - Divulgação/ND
50 famílias estão desalojadas - Divulgação/ND
2 2
50 famílias estão desalojadas - Divulgação/ND

A cidade ainda registra pontos de alagamento no interior das comunidades de São Pedro e Barra da Sangão e aumento do nível dos rios Mãe Luzia e Sangão.

A prefeitura informou também que colocou toda a estrutura física à disposição da Defesa Civil Municipal para auxiliar a população durante as ocorrências.

Maracajá

O município de Maracajá vive a mesma situação. Segundo a prefeitura, os acessos às comunidades de Cedro, Sangão Madalena e Acesso Norte estão bloqueados pela água. Já na área central, em frente a prefeitura, a avenida está coberta pela água. O acesso ao Paço Municipal está sendo realizado pelo portão dos fundos.

Maracajá também decretou situação de emergência - Divulgação/ND
1 3
Maracajá também decretou situação de emergência - Divulgação/ND
Cidade registra diversos pontos de alagamentos - Divulgação/ND
2 3
Cidade registra diversos pontos de alagamentos - Divulgação/ND
Há cerca de 25 famílias desalojadas - Divulgação/ND
3 3
Há cerca de 25 famílias desalojadas - Divulgação/ND

Há também pessoas desalojadas na cidade. “Cerca de 25 famílias foram para casas de parentes, pois tiveram suas residências atingidas pela chuva. Também disponibilizamos o ginásio de esportes, mas por enquanto não foi utilizado”, detalhou o coordenador municipal da Defesa Civil em Maracajá, Cleber Darolt.

Governador visita áreas atingidas

O governador Carlos Moisés se reúne com o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, nesta quinta-feira (5) para uma vistoria nas áreas atingidas pela chuva na cidade. O chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Busarello, também acompanha a agenda. Os dois já sobrevoaram a região de Rio do Sul.

A reunião está prevista para as 14h15 em Tubarão. Na sequência, as autoridades sobrevoam outras áreas atingidas pelas chuvas na região Sul do Estado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...