Com perdas de até 40% na agricultura, Canoinhas decreta situação de emergência pela estiagem

A agricultura, carro-chefe da economia da cidade do Planalto Norte, já conta perdas causadas pela falta de chuva

Com perdas de até 40% na agricultura, a cidade de Canoinhas, no Planalto Norte de Santa Catarina, decretou situação de emergência por causa da estiagem. O fenômeno impacta as lavouras e já causa falta de água nas torneiras de moradores do município.

Perdas nas lavouras de milho e feijão chegam a 40% – Foto: Prefeitura de Canoinhas/DivulgaçãoPerdas nas lavouras de milho e feijão chegam a 40% – Foto: Prefeitura de Canoinhas/Divulgação

Como outras cidades da região, a economia de Canoinhas é baseada na agricultura, o que preocupa a administração municipal. “Levantamentos mostram que já tivemos prejuízos de cerca de 40% no feijão e no milho, uma quebra muito forte”, diz o prefeito Beto Passos.

As lavouras de fumo, carro-chefe da produção agrícola na cidade, também sofrem com a estiagem que impacta o município há cerca de 90 dias: segundo o prefeito, a expectativa de produtividade era de 2.500 kg por hectare, mas baixou para 2.125 por causa do fenômeno.

Lavouras de fumo, carro-chefe da agricultura na cidade, perderam produtividade – Foto: Prefeitura de Canoinhas/DivulgaçãoLavouras de fumo, carro-chefe da agricultura na cidade, perderam produtividade – Foto: Prefeitura de Canoinhas/Divulgação

A pecuária leiteira é outro setor atingido, já que a falta de chuva seca o pasto e faz cair a produção. Além disso, comunidades do interior também sofrem com a falta de água nas torneiras.

“O abastecimento ficou prejudicado principalmente no interior, tivemos comunidades que ficam a cerca de 70 km distantes do Centro, que ficaram sem água para consumo humano”, fala o prefeito. De acordo com a Epagri/Ciram, o rio Canoinhas está em alerta para a condição de estiagem.

Em comunidades distantes do Centro, abastecimento de água também foi comprometido – Foto: Prefeitura de Canoinhas/DivulgaçãoEm comunidades distantes do Centro, abastecimento de água também foi comprometido – Foto: Prefeitura de Canoinhas/Divulgação

O fenômeno não é novo na cidade, mas nunca foi tão preocupante. “Já tivemos esse tipo de problema, mas grave como está nesse momento em relação às perdas na agricultura é um diferencial negativo”, destaca o prefeito.

Com o decreto de situação de emergência, a prefeitura pretende ajudar os produtores rurais, já que muitos buscam financiamento junto a instituições financeiras. “Quando há perda, o produtor não consegue pagar em dia. O decreto poderá auxiliar os produtores a fazer a renegociação com as instituições”, explica Beto.

Pecuária também é impactada pela estiagem – Foto: Prefeitura de Canoinhas/DivulgaçãoPecuária também é impactada pela estiagem – Foto: Prefeitura de Canoinhas/Divulgação

No longo prazo, o município pretende investir em poços artesianos e projetos de irrigação nas lavouras para minimizar os impactos da estiagem.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...