Dezenas de pessoas ficaram desalojadas por causa das chuvas em Florianópolis

Capital registra, desde a madrugada de segunda-feira (1º), volumes altos de chuva; Defesa Civil segue prestando atendimento no município

Desde segunda-feira (1º), 25 pessoas ficaram desalojados por causa das chuvas em Florianópolis. Todas foram acolhidas em casas de amigos ou familiares. Ao todo, a Defesa Civil de Florianópolis já atendeu mais de 50 ocorrências.

Novo deslizamento ocorreu na madrugada desta terça (2) na Via ExpressaNovo deslizamento ocorreu na madrugada desta terça (2) na Via Expressa – Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/ND

Nesta terça-feira (2) mais um deslizamento foi registrado na encosta da Via Expressa, em Florianópolis, no sentido BR-101. Esse é a terceira queda de barreira no local desde janeiro – a última havia acontecido ainda nesta segunda (1º).

Até às 10h, uma das faixas seguia interditada para avalições técnicas do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Embora a Defesa Civil tenha emitido um alerta máximo para deslizamentos em Florianópolis, o órgão na Capital informou, por volta das 10h, que situação é mais tranquila nesta terça. “A chuva deu uma boa trégua, então, não temos novas ocorrências”, informou o diretor da Defesa Civil Municipal de Florianópolis, Luiz Eduardo Machado.

Segundo a prefeitura, agentes da Defesa Civil seguem em atendimentos no município.

Abrigos

Caso seja necessário alojamento, a prefeitura de Florianópolis afirma que conta com abrigo e hotel credenciado para receber a população.

Via Expressa Sul ficou alagada na manhã desta segunda-feira (1º)Via Expressa Sul ficou alagada na manhã desta segunda-feira (1º) – Foto: Divulgação/ND

A organização é feita pela Assistência Social do município em conjunto com a Fundação Somar Floripa; já o encaminhamento aos locais é realizado pela Defesa Civil do município.

Sinais de risco

Em caso de chuvas fortes e constantes, a orientação da Defesa Civil da Capital para pessoas que residem em morros ou encostas é redobrar a atenção quanto a possibilidade de desastres.

Rachaduras em muros ou paredes movimentação do solo, por exemplo, podem ser sinais de riscos de desmoronamento. Caso sejam identificados, o morador deve buscar um local seguro e comunicar a Defesa Civil, através do telefone 199.

É possível ainda se cadastrar para receber os alertas emitidos pelo órgão. Basta enviar um SMS para 40199 com o CEP (Código de Endereçamento Postal) de interesse.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Tempo