Entenda caso de meteorito que caiu em SC e foi exportado para a Inglaterra

Em caso único no mundo, meteorito caiu em SC e foi exportado para Inglaterra como ferro

Meteoros atravessando Santa Catarina não são novidade. Há 145 anos, no entanto, uma situação bastante inusitada aconteceu em São Francisco do Sul, no Litoral Norte catarinense.

Meteorito foi exportado para a InglaterraMeteorito foi exportado para a Inglaterra – Foto: Acervo Kurs Südamerika/Divulgação/ND

Na ocasião, segundo o governo do Estado, um meteorito caiu na cidade e, diferente de outros registros, o material foi cortado e exportado para a Inglaterra como ferro. Quando chegou na Europa, ele foi fundido.

O acontecimento aparece no livro “História do Porto de São Francisco do Sul”, de Nelci Terezinha Seibel, lançado em 2012. Segundo oEstado, é provável que este seja um caso único em todo o mundo.

Como foi?

Em 1875, o francisquense Manoel Gonçalves da Rosa descobriu o que considerava que era uma mina de ferro, num morro da região central da cidade. Assim, ele mandou amostras à Escola Politécnica do Rio de Janeiro para tentar a concessão da mina.

No ano seguinte, após análises, professores da instituição carioca afirmaram que se tratava, na verdade, de um meteorito caído há séculos. A partir da descoberta, eles publicaram um artigo científico na revista francesa “Comptes rendus”.

No entanto, já era tarde. Em 1876, sem esperar o laudo, o concessionário da mina explorou o suposto depósito de ferro, com 25 mil quilos, até seu  esgotamento total.

O material era, na verdade, composto de níquel, metal mais duro e valioso. O minério foi retirado em blocos, para ser quebrado em partes menores e, assim, facilitar o deslocamento. O maior pedaço pesava 2,2 mil quilos.

O próprio Rosa informou que, no Livro da Mesa à Venda de São Francisco do Sul, constaria o registro da exportação de 25 toneladas do metal para a Inglaterra através do porto local.

Jornal confirma em 1961

O episódio foi divulgado pelo jornal local O Município, em 14 de janeiro de 1961, em um reportagem sobre um trabalho do estudioso Beneval de Oliveira.

É comum meteoros serem visualizados no Norte de SC atualmenteÉ comum meteoros serem visualizados no Norte de SC atualmente – Foto: Jocimar Justino/Bramon/Arquivo/ND

No estudo, que atestava a existência de material meteórico na região, Oliveira mencionou um artigo do geólogo e paleontólogo Orville Derby, publicado na revista Observatório do Rio de Janeiro, em 1888. O texto anunciava a descoberta do meteorito em São Francisco, atribuída justamente a Manoel Gonçalves da Rosa, em 1875.

Antes, em 1884, o Museu de Mineralogia da Escola Politécnica do Rio de Janeiro enviou a São Francisco do Sul o cientista Luiz Felipe Gonzaga de Campos para buscar informações e provas sobre o fato.

No relatório, o pesquisador revela que o sítio onde foram encontrados os fragmentos, batizado pela população de Morro da Mina, fica situado na localidade conhecida como Rocío. O cientista encontrou fragmentos ferro-niquelíferos de origem sideral, resultantes de um meteorito.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...