Entenda o que gerou o nevoeiro que encobriu a Grande Florianópolis nesta segunda-feira

Nevoeiro e rajadas de vento foram registradas a partir da metade da tarde; terça-feira (21) contará com a presença de frente fria em SC; confira a previsão do tempo

Moradores da Grande Florianópolis registraram a presença de um forte nevoeiro e rajadas de vento na tarde desta segunda-feira (20), mesmo com temperaturas próximas dos 30ºC ao longo do dia.

Nevoeiro encobre Florianópolis - Leo Munhoz/ND
1 2
Nevoeiro encobre Florianópolis - Leo Munhoz/ND
Nevoeiro na região de São José, na Grande Florianópolis - Ian Sell/ND
2 2
Nevoeiro na região de São José, na Grande Florianópolis - Ian Sell/ND

De acordo com a meteorologista da Epagri/Ciram, Marilene de Lima, trata-se de um nevoeiro de radiação. Ou seja, resultado do resfriamento da superfície e do ar.

“O nevoeiro se forma por conta da associação da alta umidade do ar e a tarde bem quente. Porém, é um fenômeno frequente entre o fim do inverno e início da primavera”, explica a meteorologista.

De acordo com Marilene de Lima, a aproximação do litoral favorece a alta da umidade. Além do nevoeiro, houve o registro de ventos mais fortes, mas a profissional descarta a ligação com a formação do ciclone extratropical entre a costa do Uruguai e Argentina.

“A intensidade um pouco maior ocorre por conta da aproximação de uma frente fria que deve persistir nesta terça-feira (20), principalmente na parte da tarde. Além disso, o vento pode mudar para o quadrante Sul e Sudeste”, destaca a meteorologista.

Segundo o Epagri/Ciram, Imbituba, no Sul de Santa Catarina, registrou rajadas entre 30 e 40 km/h na parte da tarde. Porém, ventos do quadrante Nordeste foram registrados acima de 60 km/h no mar, próximo ao Sul da Ilha de Santa Catarina.

Terça-feira com passagem de frente fria e mar agitado

Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, a previsão é de mar agitado e risco de ressaca no litoral Sul até quinta-feira (23). Como resultado, o órgão não recomenda a navegação por conta da formação de ondas que possam variar entre 2m e 2,5m.

O mar fica agitado em função da formação de um ciclone extratropical entre a costa do Uruguai e da Argentina. De acordo com a Defesa Civil, os ventos sopram do quadrante nordeste com rajadas de 50 km/h a 70 km/h.

Por conta disso, o risco de desastres é considerado moderado para ocorrências associadas ao mar agitado e vento forte e persistente. A partir da tarde, uma frente fria associada ao ciclone se aproxima do Estado e pode provocar pancadas isoladas entre o Planalto e Litoral Sul.

As temperaturas máximas passam dos 30°C em praticamente toda SC, podendo chegar até 37°C no Extremo Oeste. Nesta região, a umidade relativa fica abaixo de 30%, o que traz risco moderado para ocorrências, como desidratação e dores de cabeça.

Início da primavera

Segundo o Epagri/Ciram, Santa Catarina pode contar com pancadas de chuva e risco de granizo nesta primavera que se inicia a partir desta quarta-feira (22). Porém, o órgão alerta que não são “volumes de chuva significativos”.

Apesar disso, a meteorologista Marilene de Lima indica que Santa Catarina deve registrar a presença de sol e temperaturas elevadas, principalmente na região do Oeste e Meio-Oeste.

Confira as temperaturas para terça-feira (21):

Litoral Norte:  16°C / 25°C;

Planalto Norte:  14°C / 28°C;

Grande Florianópolis Litorânea: 15°C / 20°C;

Grande Florianópolis Serrana: 10°C / 21°C;

Vale do Itajaí: 11°C / 27°C;

Litoral Sul: 9°C / 22°C;

Planalto Sul: 7°C / 19°C;

Meio-Oeste: 9°C / 23°C;

Oeste: 13°C / 26°C;

Extremo-Oeste: 14°C / 26°C.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...