Entenda por que Joinville registrou mais de 60°C de sensação de calor

Sensação de calor chegou a 61°C nesta quinta-feira (4), segundo a Epagri/Ciram; ND+ conversou com o meteorologista Paulo Koentopp para entender os motivos desse calorão e saber a previsão

Alguém aí com a sensação de estar derretendo em Joinville? No segundo dia de calor intenso na cidade, os termômetros chegaram a 39°C e a sensação térmica, ou seja, o calor sentido pelo corpo, chegou a 61°C nesta quinta-feira (4), segundo a Epagri/Ciram.

termômetros marcando 34 graus nesta quinta-feira em JoinvilleNo meio da tarde desta quinta-feira, quando o tempo fechou em Joinville, os termômetros marcavam 34°C, mas a temperatura chegou a 39°C – Foto: Adriano Mendes/NDTV

Lembrando que sensação térmica é o calor que o corpo sente e está diretamente relacionada à associação da temperatura e umidade do ar.

Para entender essa onda de calor e saber o que vem por aí, a reportagem conversou com Paulo Ivo Koentopp, professor de climatologia e meteorologia da Univille. 

Ele explica que Joinville e região vivem uma situação diferenciada nesta quinta-feira (4) por causa da passagem de uma frente fria. Essa massa de ar frio está empurrando a massa de ar quente e isso faz com que o calor se concentre à frente do deslocamento da frente fria.

“Por isso, a sensação de calor chegou a esses níveis. O corpo não consegue suar convenientemente, o suor não evapora e, por isso, a sensação de abafamento”, explica o professor e meteorologista. 

E por que a umidade do ar de Joinville está nas alturas, beirando 74%? Koentopp lembra que o fenômeno é comum na cidade porque a serra funciona como um muro. “Há muita umidade concentrada na atmosfera por aqui justamente porque estamos cercados por uma serra, temos uma região de muita floresta e essas plantas também transferem unidade, fenômeno chamado de evapotranspiração”, complementa o especialista. 

O terceiro e não menos importante fator é a rede hidrográfica que há na região, também responsável pela transferência de umidade à atmosfera. Os rios estão evaporando o tempo todo e toda essa umidade se transforma em uma espécie de “sauna” em Joinville, compara Koentopp.

temporal se arma em Barra VelhaNo meio da tarde desta quinta-feira, o temporal se aproximava de Barra Velha, como mostra a imagem acima – Foto: Internet/Divulgação NDMais

Previsão para os próximos dias

A tendência é que a temperatura baixe nas próximas horas por causa da passagem da frente fria, fique entre  28°C e 30°C. A partir de sábado, no entanto, as temperaturas voltam a subir. Segundo o meteorologista, os próximos dias serão de sol entre nuvens e temporais típicos de verão no fim do dia. 

Ainda de acordo com o professor  Paulo Ivo Koentopp, o calor vai continuar em Joinville até o final de março, início  abril. O índice de chuva também vai continuar elevado. “Será um verão com chuvas acima da média”, conclui o especialista da Univille.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Tempo