Entenda porque SC oscila entre dias quentes e frios no mesmo mês

Há dois meses do início do verão, catarinenses estão surpresos com as temperaturas ainda amenas e os ventos mais fortes no mês de outubro

O mês de outubro vem surpreendendo alguns catarinenses que ainda estranham as temperaturas mais amenas e o vento mais forte durante os dias em Santa Catarina.

Faltando exatos dois meses para o início do verão, em 21 de dezembro, meteorologistas explicam o porquê de as condições climáticas ainda estarem mais distantes da estação mais quente do ano.

Dias ensolarados e dias chuvosos dividem o clima em SC em outubro – Foto: Willian Ricardo/NDDias ensolarados e dias chuvosos dividem o clima em SC em outubro – Foto: Willian Ricardo/ND

É importante ressaltar que outubro integra a estação da primavera e, por isso, não vai apresentar as mesmas características que o mês de dezembro ou janeiro, auge do verão, nem semelhanças com julho e agosto, quando o inverno é mais rigoroso no Estado.

Contudo, para o meteorologista Piter Scheuer, este mês de outubro está apresentando características que não são normais para o período. “Este ‘frio tardio’ não é normal de acontecer. Nesses próximos meses, tanto em novembro quanto dezembro, ainda vamos ter uma mescla entre o ‘frio tardio’ e o calor precoce, que antecede o verão”, explica.

Ele ainda destaca que “teremos os dois [climas] porque a atmosfera tenta buscar um equilíbrio e aí temos essa oscilação mais representativa na temperatura. Tudo isso é por conta do fenômeno ‘La Niña‘ “.

O que é o La Niña e como ele impacta SC

O fenômeno La Niña é, em termos técnicos, o resfriamento das águas do Oceano Pacífico equatorial, responsável por trazer esses episódios de frio tardio e de calor precoce, como explica Scheuer.

“Por isso vamos ter momentos de frio e momentos de calor, por conta de sistemas de alta pressão, que são massa de ar frias ou aquecidas. As chuvas ficarão irregulares agora, a segunda quinzena do mês já está mais seca, apesar da previsão de temporais para o próximo fim de semana, mas deve seguir esse tempo de chuvas menos frequentes para os meses de novembro e dezembro, que serão mais secos, com as tradicionais pancadas de chuva de verão”, detalha o meteorologista.

Vai dar praia na primavera?

Alguns corajosos já se arriscam a aproveitar o Litoral catarinense durante os dias de maior presença do sol, apesar dos ventos, também presentes. As águas, ainda geladas, não afastam os fãs da praia, nem que seja para aproveitar o banho de sol.

Para os próximos dias, algumas cidades apresentam riscos de temporais no fim de semana. O sábado (23) deve ter aumento de nuvens e presença de áreas de instabilidade associadas ao deslocamento de uma frente fria e um sistema de baixa pressão, aliada a chegada de ar quente e úmido que vem da Amazônia, o que potencializa a chance de chuvas.

Do Planalto ao Litoral, o tempo segue sendo de sol e calor, com aumento das nuvens e, no final da tarde e noite, as instabilidade do Oeste avançam para essas regiões, não podendo ser descartada as possibilidades de chuvas e temporais nessas regiões, como ressalta o meteorologista.

+

Tempo

Loading...