Erosão abre cratera em rua de Chapecó após chuva torrencial

Pontos de alagamentos foram registrados no município durante a tarde desta quarta-feira (6); em três horas choveu 17,2 mm

A chuva torrencial que caiu na tarde desta quarta-feira (6) em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina causou estragos pontuais em decorrência da concentração de água em alguns locais da cidade. Em uma rua, uma cratera se abriu por conta de uma erosão embaixo do asfalto. Em três horas choveu 17,2 mm no município, segundo a Defesa Civil.

Cratera de 1,5 metros se abriu em uma rua. – Foto: Defesa Civil/Divulgação/NDCratera de 1,5 metros se abriu em uma rua. – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Chapecó, Luciano Hüning, não teve registros de destelhamentos, apenas de alagamentos. Houve queda de granizo e rajadas de vento, por volta das 15h.

Alagamentos foram registrados na Avenida Getúlio Vargas e carros tiveram água até a porta. Na rua Hercílio Luz, no bairro Bela Vista, um muro se rompeu com o volume de água e duas casas foram alagadas. Também foram registradas duas solicitações de lona por ruptura de calhas ou sobrepeso em telhados, conforme o coordenador da Defesa Civil.

Defesa Civil esteve no local para evitar acidentes. - Defesa Civil/Divulgação/ND
1 5
Defesa Civil esteve no local para evitar acidentes. - Defesa Civil/Divulgação/ND
Local foi isolado pela Defesa Civil. - Defesa Civil/Divulgação/ND
2 5
Local foi isolado pela Defesa Civil. - Defesa Civil/Divulgação/ND
Fato foi registrado no bairro Líder - Alessandro/Reprodução/ND
3 5
Fato foi registrado no bairro Líder - Alessandro/Reprodução/ND
Erosão provocou a abertura de cratera. - Defesa Civil/Divulgação/ND
4 5
Erosão provocou a abertura de cratera. - Defesa Civil/Divulgação/ND
FRAME - Chuva causa alagamentos em Chapecó - Alessandro/Reprodução/ND
5 5
FRAME - Chuva causa alagamentos em Chapecó - Alessandro/Reprodução/ND

Na rua Princesa Isabel, também no bairro Bela Vista, uma cratera de 1,5 metros se abriu no meio da pista provocada por erosão embaixo do asfalto. Segundo Hüning o que provocou a erosão foi o rompimento de tubulações de escoamento de água.

“Isolamos o local para que ninguém passa com veículos. Por baixo do asfalto está tudo oco e qualquer peso pode desabar e causar acidentes”, alertou.

De acordo com o meteorologista Piter Schuer, o volume total em sua estação meteorológica, localizada na zona rural de Guatambu, foi de 22,2 mm e em torno de 24 mm em Chapecó dentro de um intervalo de 24 h e em uma hora choveu 15 mm.

Assista:

Casas foram alagadas no bairro Bela Vista. – Vídeo: Defesa Civil/Divulgação/ND

Moradores tentaram evitar os estragos do alagamento. – Vídeo: Defesa Civil/Divulgação/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...