Florianópolis acumula quase 200 litros de chuva por metro quadrado em 24h

Além da capital, Joinville também registrou chuva intensa, com mais de 215mm ao longo de 72h, registrando alagamentos e deslizamentos

O primeiro dia de março começou com uma chuva intensa, mas que atingiu mais fortemente a cidade de Florianópolis, onde choveu cerca de 191 mm nas últimas 24h, o que significa 190 litros de chuva por metro quadrado. Tudo começou já na madrugada desta segunda (1º), com 115 mm já às 7h30. Os dados são da Epagri/Ciram.

As ocorrências mais comuns foram de alagamentos e deslizamentos, conforme os alertas prévios da Defesa Civil. Contudo, não houve registro de vítimas ou desabrigados. Apesar disso, houve danos em alguns pontos da cidade, que influenciaram no trânsito.

Florianópolis; Chuva; Alagamento; Litros; Metro QuadradoPrincipal dano do alagamento durante o dia foi na Via Expressa Sul, que ficou alagada na manhã desta segunda e também teve um deslizamento que interferiu no trânsito da via – Foto: Divulgação/ND

A ocorrência que tomou maior proporção e acabou prejudicando o trânsito foi um deslizamento na Via Expressa da BR-282. Por volta das 7h40, a GMF (Guarda Municipal de Florianópolis) interditou o acostamento da rodovia federal na altura da comunidade do Morro da Caixa.

O trânsito foi liberado ainda pela manhã, mesmo sendo uma rodovia do Governo do Estado. A Prefeitura isolou a área e retirou as pedras, além de remover a lama que caiu sobre a pista, de acordo com a assessoria da Defesa Civil.

Quedas de muros de casas e ocorrências semelhantes também foram enfoque dos estragos, mas nenhum dano significativo foi registrado, apesar do volume de ocorrências.

“Se o tempo melhorar amanhã[terça], toda a estrutura de tapa-buraco e limpeza entra em ação para dar uma resposta. Mas ainda temos muita preocupação com os morros da cidade, pois o solo está encharcado, e pancadas de chuva podem ocasionar novos deslizamentos”, afirma o prefeito Gean Loureiro (DEM) .

Os dados da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) apontaram poucas quedas de energias ao longo do dia, se comparado com outras ocorrências de chuvas intensas. Ao longo desta segunda (1º) foram cerca de 420 interrupções de energia, com grande concentração nos Ingleses e no Córrego Grande.

Chuva pode voltar na terça

O alerta da Defesa Civil, que prevê risco em nível “muito alto” para ocorrências se estende até o meio dia de terça-feira (2). O órgão destaca que há risco de estragos, como alagamentos, deslizamentos e enxurradas.

As áreas de maior risco são do Litoral Norte, passando pela Vale do Itajaí e Grande Florianópolis, até parte do Litoral Sul.

Litoral e Grande Florianópolis são o foco

Se analisados os dados dos acumulados de chuva, é visível que a grande concentração foi na Grande Florianópolis e no entorno da região metropolitana.

Nas últimas 24h, até às 18h desta segunda (1º), a maioria do território catarinense registrou chuvas pouco intensas, somando um acumulado de até 50mm.

Enquanto isso, o entorno de Joinville somou 188 mm, chegando perto do que foi visto na Capital, e cidades vizinhas, como São José, ficaram como acumulados de 100 mm ao longo do dia.

Joinville teve 215 mm em três dias

Florianópolis; Chuva; Alagamento; Litros; Metro QuadradoPonte Quiriri de Baixo chegou a ser interditada no fim de semana – Foto: Redes Sociais/Divulgação

Na zona Norte de Joinville, o rio Cubatão se transformou e a correnteza provocada pelo volume de chuva chama a atenção. Em três dias, o acumulado de chuva superou os 215 mm na cidade.

A ponte do Quiriri de Baixo, sobre o rio, foi interditada no fim de semana devido ao risco causado pela forte correnteza e pelo nível do rio, que chegou a cobrir a estrutura.

“A correnteza estava muito forte e o nível do rio subiu bastante. Em alguns pontos, ele chegou a sair da calha. Para a segurança das pessoas que passam por ali, tivemos que interditar a ponte”, explicou Marnio Luiz Pereira, gerente de Proteção Civil, em entrevista ao nd+ Joinville.

A previsão é que até quarta (3) o município do Norte catarinense possa sofrer com pancadas de chuva intensas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Tempo