FOTOS: Março começa com chuvas intensas e alagamentos em SC

As cidades de Florianópolis e Joinville registraram volumes altos de chuvas, com alagamentos em diversas rodovias, mas não houve registro de feridos e desabrigados; confira as fotos

O primeiro dia de março, registrou um volume de chuvas muito alto nas regiões da Grande Florianópolis e de JoinvilleApesar de o restante do Estado ter chuvas esparsas, diversos alagamentos e deslizamentos foram registrados nestas regiões, que chegaram a beirar os 200mm de chuva em cerca de 24h.

Confira as fotos registradas em Florianópolis, Joinville e outras cidades:

O volume foi tão intenso que o Rio Cubatão subiu seu nível e cobriu a ponte, já durante o último fim de semana de fevereiro – Foto: Adriano Mendes/NDTV
1 8

O volume foi tão intenso que o Rio Cubatão subiu seu nível e cobriu a ponte, já durante o último fim de semana de fevereiro – Foto: Adriano Mendes/NDTV

As autoridades interditaram a ponte devido ao risco e o grande volume de chuva – Foto: Redes Sociais/Divulgação
2 8

As autoridades interditaram a ponte devido ao risco e o grande volume de chuva – Foto: Redes Sociais/Divulgação

Além disso, as rodovias também sofreram danos e desvios ao longo do dia. Um deslizamento interditou o acostamento da Via Expressa de acesso ao bairro Coqueiros, na capital catarinense. Lama e pedras tiveram que ser retirados pelas autoridades, que até então não registraram desabrigados, mortos ou feridos em Florianópolis – Foto: GMF/Divulgação/ND
3 8

Além disso, as rodovias também sofreram danos e desvios ao longo do dia. Um deslizamento interditou o acostamento da Via Expressa de acesso ao bairro Coqueiros, na capital catarinense. Lama e pedras tiveram que ser retirados pelas autoridades, que até então não registraram desabrigados, mortos ou feridos em Florianópolis – Foto: GMF/Divulgação/ND

O nível de chuva ficou em cerca de 190mm tanto em Joinville quanto em Florianópolis, considerando os acumulados desta segunda (1º). Isso significam que choveram praticamente 200 litros de água por metro quadrado. Além disso, cidades do entorno tiveram acumulados parecidos, mas ainda inferiores, oscilando entre 70mm e 120mm – Foto: Reprodução/ND
4 8

O nível de chuva ficou em cerca de 190mm tanto em Joinville quanto em Florianópolis, considerando os acumulados desta segunda (1º). Isso significam que choveram praticamente 200 litros de água por metro quadrado. Além disso, cidades do entorno tiveram acumulados parecidos, mas ainda inferiores, oscilando entre 70mm e 120mm – Foto: Reprodução/ND

Apesar disso, regiões como o Oeste registraram chuva esparsa e comum. Praticamente todo o restante do território catarinense não teve nem um quarto da chuva registrada na capital ou em Joinville – Foto: Willian Ricardo/ND
5 8

Apesar disso, regiões como o Oeste registraram chuva esparsa e comum. Praticamente todo o restante do território catarinense não teve nem um quarto da chuva registrada na capital ou em Joinville – Foto: Willian Ricardo/ND

Nível do Rio Camboriú, assim como o Cubatão, subiu drasticamente ainda durante o fim de semana – Foto: Secom BC/Divulgação
6 8

Nível do Rio Camboriú, assim como o Cubatão, subiu drasticamente ainda durante o fim de semana – Foto: Secom BC/Divulgação

Alagamentos foram registrados no Rio Tavares, e em diversas rodovias municipais e estaduais. No Norte da Ilha, caminhões hidrojato foram utilizados para sanar os problemas com a água excessiva, que já não causa mais problemas no fim da tarde, que apresenta tempo aberto e sem chuvas- Foto: rio-tavares-alagamento-0103
7 8

Alagamentos foram registrados no Rio Tavares, e em diversas rodovias municipais e estaduais. No Norte da Ilha, caminhões hidrojato foram utilizados para sanar os problemas com a água excessiva, que já não causa mais problemas no fim da tarde, que apresenta tempo aberto e sem chuvas- Foto: rio-tavares-alagamento-0103

Em São Francisco do Sul diversas ruas foram alagadas. Assim como na capital, são alagamentos comuns quando os acumulados são muito grandes – Foto: Redes sociais/ND
8 8

Em São Francisco do Sul diversas ruas foram alagadas. Assim como na capital, são alagamentos comuns quando os acumulados são muito grandes – Foto: Redes sociais/ND

+

Tempo