Mais de 14 mil catarinenses foram prejudicados pela chuva das últimas horas

Defesa Civil confirma 74 municípios com danos provocados pelos temporais

* Atualizada às 12h

A chuva que cai quase que ininterruptamente em Santa Catarina desde o dia 8 deste mês já prejudicou 14.857 pessoas, segundo informações da Secretaria de Defesa Civil. Ao todo, 80 municípios relataram danos por causa dos temporais, que ainda podem acontecer até o final do mês.

Flávio Tin/ND

Em São José, o rio que corta o bairro Colônia Santana está quase transbordando

Segundo o órgão, 24 municípios tiveram estragos de modo recorrente. Lebon Régis, Papanduva, Ituporanga, Quilombo e Agronômica decretaram Situação de Emergência.  Em todo o Estado, há  826 pessoas desalojadas e 782 desabrigadas, além de 3.298 residências e oito instalações públicas danificadas por queda de granizo, vendavais e fortes tempestades. Também já foram contabilizadas três mortes, que aconteceram em Lebon Régis, Balneário Piçarras e em Três Barras.

Na manhã desta quinta-feira (22), um muro que divide duas propriedades no loteamento Jardim Palmeiras, no bairro Forquilhas, em São José, desmoronou, mas ninguém se feriu. Segundo o morador de uma das casas, José Francisco Back, o muro tinha 20 anos e nunca havia tido problemas. A estrutura caiu em cima de parte da área de serviço do morador, além de prejudicar uma bananeira e uma plantação de aipim.

A Defesa Civil do município esteve no local e colocou uma lona para proteger o solo, que está muito encharcado devido às chuvas. O vizinho de Back ainda fez uma vala para escoar a água, seguindo orientações do órgão. Na região não houve nenhuma ocorrência grave até a atualização desta matéria, mas a Defesa Civil segue monitorando o rio Imaruí, em Colônia Santana, já que o nível está bem alto.

Em Florianópolis, até o momento não foi registrada nenhuma ocorrência, apenas alagamentos pontuais nos bairros Campeche e Ingleses. Na Via Expressa, motoristas devem ficar atentos a um grande buraco próximo ao supermercado Angeloni, no bairro Capoeiras, no sentido Continente-Ilha. A cratera se formou no meio da pista e um motociclista chegou a cair no final desta manhã, sendo atendido pelo Corpo de Bombeiros.

Nesta quarta-feira, mais de 4 mil pessoas de Chapecó ficaram prejudicadas por causa de uma forte chuva de granizo. Houve danos em casas de 26 bairros da cidade, prejudicando 1035 famílias. Durante a madrugada, foram distribuídos 92 rolos de lona aos moradores.

:: Chuva em Santa Catarina não dará trégua até o fim de outubro

Já em Rio do Sul, o nível do rio Itajaí-Açu continua subindo. Às 5h desta quinta, estava em 9,5m acima do normal, o que representa 88,3% de sua capacidade total ocupada.  Por causa dos riscos oferecidos, há pelo menos dez ruas interditadas pela região e vários estabelecimentos fechados, como unidades de saúde, instalações públicas e comércios.

Durante a noite, também foram registrados estragos em Otacílio Costa, Correia Pinto, Bom Jardim da Serra, Anita Garibaldi e São Joaquim.  Em Bom Retiro e Capão Alto, há comunidades isoladas por causa de alagamentos.

Alerta para novos deslizamentos

Por causa do solo já encharcado em várias cidades de Santa Catarina, a Defesa Civil continua emitindo alertas para o risco de deslizamentos, principalmente no Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Planalto Sul, Litoral Sul, litoral Norte e Grande Florianópolis.

Segundo informações da Epagri/Ciram, os maiores acumulados de chuva desde a terça-feira foram em Atalanta (149mm), Ituporanga (133mm), Otacílio Costa (122mm), Petrolândia (108mm) e Nova Trento (100mm).  Também há risco de inundações no Litoral Norte.  O pico da maré alta em São Francisco do Sul será de 1,6m às 10h51 desta quinta-feira.

Em Joinville, entre as 5h e as 7h da manhã desta quinta-feira, choveram 49mm e a cidade amanheceu com vários pontos de alagamentos, como nas ruas Paraná e Santos Dumont.

Às 8h da manhã, mais de 66 mil unidades consumidoras da Celesc em Santa Catarina estavam sem energia. As regiões mais prejudicadas eram Joinville (com 23 mil unidades às escuras), São Miguel do Oeste (13 mil) e Lages (10 mil). 

Quedas de barreiras

Durante a manhã desta quinta-feira, foram registradas quedas de barreiras em pelo menos quatro estradas de Santa Catarina. A Polícia Rodoviária Estadual interditou o Km 25 da SC-108, em Guaramirim, e os Kms 360 e 361 em Aurora. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o trânsito segue em meia pista no Km 98 da BR-280, em Corupá, enquanto que o tráfego na BR-470, no Km 116, precisou ser desviado pelo acostamento.

Com informações da repórter Letícia Mathias.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...