Monitor de secas aponta recuo da estiagem em SC em setembro; veja previsão

Chuvas acima da média na parte central do Estado foram o motivo da redução da área atingida pela seca grave

O novo traçado do mapa do monitor de secas apontou recuo da estiagem grave em Santa Catarina. Os dados são relativos ao mês de setembro em comparação com agosto.

Monitor de secas aponta recuo da estiagem em Santa Catarina – Foto: Comitê de Bacia Hidrográfica de Chapecó/Divulgação/NDMonitor de secas aponta recuo da estiagem em Santa Catarina – Foto: Comitê de Bacia Hidrográfica de Chapecó/Divulgação/ND

Conforme as informações divulgadas no último sábado (23), as chuvas acima da média na parte central do Estado foram o motivo da redução da área atingida pela estiagem grave. Mesmo assim, toda Santa Catarina permanece dentro da área de seca mapeada.

No litoral a estiagem é considerada fraca com intensificação gradativa até o Extremo-Oeste, que ainda é apontado como em seca extrema.

Os dados do Monitor de Secas consolidam o que já apontava o Boletim Hidrometeorológico publicado no começo de outubro, ou seja, apesar das chuvas volumosas em algumas regiões, o Estado ainda deve sentir os efeitos da estiagem, em graus variados.

Na região Sul do Brasil, conforme o Monitor de Secas, as anomalias positivas de precipitação e a melhora nos indicadores fizeram com que a seca moderada também recuasse no Rio Grande do Sul.

Monitor das secas em setembro de 2021 – Foto: Divulgação/NDMonitor das secas em setembro de 2021 – Foto: Divulgação/ND

De acordo com Clovis Correia, meteorologista da Epagri/Ciram, os meses de setembro e outubro foram promissores para o recuo da seca no Estado. Contudo, a previsão indica que o início de novembro será de pouca chuva, que deverá se concentrar no Litoral Norte e Extremo-Oeste.

Os dias mais longos e o maior aquecimento também devem prejudicar a formação de chuvas e deixar o solo mais seco.

O monitoramento é coordenado pela ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento) e desenvolvido, no âmbito local, pela SDE (Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável), por meio da Sema (Secretaria Executiva do Meio Ambiente), em parceria com a Epagri/Ciram.

+

Tempo

Loading...