Moradores de Florianópolis protestam por conta da falta de energia após 48h do ciclone

Por volta das 20h30, 57.553 unidades consumidoras seguiam sem abastecimento de energia na região da Grande Florianópolis

Moradores do bairro Monte Serrat, que fica na região central de Florianópolis, fizeram um protesto pela falta de energia na tarde desta quinta-feira (2). A mobilização foi por volta das 15h, cerca de 48 horas após a passagem do ciclone bomba por Santa Catarina. O fenômeno passou pelo Estado no dia 30 de junho e deixou 1,5 milhão de unidades consumidoras sem energia em Santa Catarina.

Moradores da comunidade do Monte Serrat protestaram desde às 15h desta terça-feira (2) – Foto: Anderson Coelho/ND

Segundo Djavan Nascimento, um dos líderes da comunidade, a ação dos moradores surtiu efeito. É que por volta das 19h, o Corpo de Bombeiros Militar e a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) foram até o local retirar uma árvore que estava no caminho e restabelecer a distribuição da energia.

Leia também:

Porém, não foram todas as comunidades que tiveram o retorno  esperado. Segundo Willian Rodrigues, morador do bairro José Mendes, no Maciço do Morro da Cruz, diversos chamados foram realizados desde 5h desta quinta-feira (2), mas sem resultado.

“Cancelaram chamados falando que já havia sido restabelecido. Mas, quando ligamos para saber da situação, informam que não sabiam o que ocasionou e que ainda não tiveram tempo de vir checar”, explicou Willian Rodrigues.

Até às 19h desta quinta a situação na comunidade do Mocotó e da Queimada seguia a mesma no bairro.

Protestos na SC-405

Assim como na comunidade do José Mendes, moradores da Servidão Manuel Inácio do Nascimento, no Rio Tavares, realizaram por volta das 18h um protesto na SC-405.

“A equipe da Celesc esteve aqui e disseram que a situação não era tão urgente do que estava sendo necessitado, sendo que seguimos sem energia desde a última terça-feira (30)”, disse o morador Fagner Inacio.

Contraponto

Por volta das 19h30, a reportagem entrou em contato com a assessoria da Companhia que afirmou que não estava ciente da situação. No entanto, os moradores foram informados que uma equipe técnica estava indo até o local, por volta das 20h. Porém, Fagner Inacio afirmou que os moradores seguirão no local até a chegada dos responsáveis.

Então, por meio da assessoria, a Celesc afirmou  que está trabalhando para restabelecer totalmente a conexão de todas as unidades, em Santa Catarina. Além disso, orientou para que os moradores não se aproximem de fios e cabos soltos porque podem estar energizados e oferecem risco à vida.

Por volta das 20h15, 185.350 unidades consumidoras seguiam sem energia em Santa Catarina. Já na região da Grande Florianópolis, 57.553 estavam sem o fornecimento. Vale ressaltar que cerca de 1,5 milhão de unidades tiveram interrupções por conta dos estragos causados pela formação do ciclone na última terça-feira (30).

+

Tempo