Neve em SC: abaixo de 0°C, turistas madrugam em cabanas e carros em Urupema

Durante a madrugada, as temperaturas chegaram a -8°C e galhos de árvores amanheceram congelados; fenômeno atingiu os municípios de São Joaquim e Bom Jardim da Serra, na Serra catarinense

Por falta de hospedagem ou mesmo pelo prazer em acampar enfrentando temperaturas negativas, visitantes de Urupema, na Serra de Santa Catarina, passaram a madrugada desta sexta-feira (21) em carros e cabanas. Por volta das 6h, quase todas as vagas de estacionamento no entorno da praça Manoel Pinto de Arruda estavam ocupadas.

O objetivo era ver a neve, que também atingiu os municípios vizinhos de São Joaquim e Bom Jardim da Serra. O sono foi acompanhado por um frio intenso, mas o fenômeno não foi visto no Centro da cidade. As temperaturas chegaram a -8°C nesta madrugada, de acordo com a Epagri/Ciram.

Os amigos Leonardo, Elaine, Fernanda e Tiago viajaram de carro para Urupema – Foto: Felipe Bottamedi/NDOs amigos Leonardo, Elaine, Fernanda e Tiago viajaram de carro para Urupema – Foto: Felipe Bottamedi/ND

Grupo de amigos partiu de Tijucas

“Não consegui dormir nem cinco minutos por causa do frio”, afirma Tiago Sgrott, que veio de Tijucas, na Grande Florianópolis, com os amigos Elaine Silva, Leonardo Bittencourt e Fernando Peixoto, no início da noite desta quinta-feira.

O grupo de amigos estacionou em frente ao Morro das Antenas, entre os municípios de Rio Rufino e Urupema. A ideia era subir o morro, mas os pontos turísticos da cidade estão fechados até o dia 31 de agosto, conforme decreto municipal para conter a propagação da Covid-19.

Eles aguardaram a neve dentro do carro durante a madrugada, embaixo das cobertas. Cansados e um pouco frustrados, por não verem o fenômeno, foram para o Centro do município apreciar a vegetação tomada pelo gelo.

Árvore na praça central de Urupema, na manhã desta sexta-feira – Foto: Felipe Bottamedi/Divulgação/NDÁrvore na praça central de Urupema, na manhã desta sexta-feira – Foto: Felipe Bottamedi/Divulgação/ND

Colegas de faculdade montaram barraca

Entre as entusiastas do frio está Ana Karolina de Almeida, de 21 anos. Ela e a amiga Wendy Cabral de Aguiar, de 28, saíram de Blumenau, no Alto Vale do Itajaí, por volta das 20h de quinta, chegando na Serra já na primeira hora da madrugada.

As duas passaram a madrugada acampadas na praça, dentro de uma barraca laranja. O sono foi tranquilo, contam. Elas se abrigaram em sacos de dormir.

“Só senti o frio quando saí da cabana. Ela [se referindo a Ana] planeja acampar até mesmo no Monte Everest” afirma Wendy. Ana já acampou no Morro das Antenas, em Urupema, sob temperaturas de -7°C. As duas amigas estão na última fase de Ciências Contábeis na Unisociesc.

Ana e Wendy vieram de Blumenau, e acamparam na praça de Urupema – Foto: Felipe Bottamedi/NDAna e Wendy vieram de Blumenau, e acamparam na praça de Urupema – Foto: Felipe Bottamedi/ND

Agitação na cidade começou no dia anterior

As vagas de estacionamento já começaram a ser ocupadas na manhã do dia anterior, com carros vindos de diferentes regiões do Estado, enquanto as temperaturas oscilavam ente 3°C e 4°C. Mas a concentração cresceu durante a noite.

Às 23h30, quando o termômetro principal da cidade marcava -1°C, a praça, geralmente silenciosa, estava ocupada com carro de som, vendedoras de quentão e pizza, e também a imprensa. Mesmo com a pandemia de Covid-19, parte dos visitantes se aglomeravam, principalmente, em torno do termômetro.

Visitantes no entorno do termômetro, por volta das 20h – Foto: Felipe Bottamedi/NDVisitantes no entorno do termômetro, por volta das 20h – Foto: Felipe Bottamedi/ND
+

Tempo

Loading...