Pouca chuva e calor: veja como deve ser o clima no mês de agosto em SC

La Niña tem influência nas condições climáticas do inverno

Os amantes das baixas temperaturas estranharam um pouco o clima atípico do inverno em Santa Catarina. Com muitos dias de máximas acima da média normal para a estação, o inverno teve dias de veranico que matou a saudade de quem é do time verão. Mas como ficam as temperaturas no mês de agosto?

Agosto será de calor e pouca chuva. – Foto: MB Comunicação/NDAgosto será de calor e pouca chuva. – Foto: MB Comunicação/ND

O inverno só abre espaço para a primavera no dia 22 de setembro. Sendo assim, temos mais 60 dias da estação mais fria do ano pela frente. E será que o “friozão” e a neve darão o ar da graça?

A meteorologista da Epagri/Ciram, Marilene de Lima, explica que estamos em um ano de La Niña, influenciando as condições durante o inverno, o tornando um pouco mais seco.

O agosto de 2022 tende a apresentar chuva próximo da média em algumas regiões do estado, porém ressaltasse que é um mês de pouca chuva comparado a setembro e outubro.

“O inverno típico tem pouca chuva no mês de agosto, com dias secos e ensolarados. O risco de temporal com granizo e ventania ocorre associado à passagem de frentes frias, sistemas de baixa pressão e SCM (Sistemas Convectivos de Mesoescala) mais comuns a partir de setembro”, esclarece a meterologista.

Em agosto a média de chuva sobe um pouco em relação a julho, variando de 110 a 190 mm no Oeste, Meio Oeste e Planalto e de 110 a 150 mm Vale do Itajaí e Litoral.

No trimestre os ciclones extratropicais atuam com frequência entre o litoral da Argentina, Uruguai e Sul do Brasil trazendo perigo às embarcações, com ventos fortes e mar agitado, que resultam muitas vezes em ressaca.

Temperatura

Assim como ocorreu em julho, agosto também deve apresentar temperaturas acima do esperado com máximas que podem ficar mais elevadas em algumas regiões. “Massas de ar frio ainda devem proporcionar frio de curta duração, mais concentrado no período da madrugada e amanhecer, por um ou dois dias, que serão seguidas de aquecimento durante a tarde”, explica Marilene.

Segundo ela, a influência da La Niña  mantém uma frequência maior de bloqueios atmosféricos e o tempo permanece estável com predomínio de massa de ar seco.

“Por conta dessa massa de ar seco temos o céu mais claro e durante o dia a temperatura elevada em decorrência da pouca nebulosidade que permite maior radiação solar durante o dia”, pontua.

As máximas e mínimas durante o mês de agosto oscilarão conforme a região do Estado e podem variar entre mínimas negativas nas áreas altas da Serra catarinense e temperaturas máximas próximo aos 30°C no litoral e Oeste. As madrugadas devem ser mais frias em boa parte de SC.

“Nos próximos 10 a 15 dias não temos indicativo de frio acentuado”, acrescenta.

Neve

Marilene explica que a combinação para precipitação de neve é feita de temperatura entre -1 e 1°C e a umidade do ar em torno de 90% a 100%. “Dependendo da combinação de umidade e temperatura ainda tem chances de acontecer episódios de neve neste ano. Mas isso só conseguimos prever de forma mais certeira com antecedência de um a dois dias. O importante é continuar acompanhando a previsão diária e semanal”.

+

Tempo

Loading...