Ciclone subtropical Yakecan deixa cinco regiões de Santa Catarina em alerta vermelho

Nota meteorológica foi emitida pela Defesa Civil no início da manhã desta terça-feira (17) e deve perdurar até quinta (19)

Santa Catarina está com cinco regiões em alerta vermelho para fortes ventanias entre esta terça-feira (17), e a próxima quinta-feira (19), com início às 18h. Entre elas, estão o Planalto e Litoral Sul, Grande Florianópolis, Alto, Médio e Baixo Vale do Itajaí, diz a Defesa Civil.

Ventos de até 100 km/h são esperados pelo Estado – Foto: Defesa Civil/Divulgação/NDVentos de até 100 km/h são esperados pelo Estado – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

Os ventos podem atingir velocidades de até 100 km/h nos pontos mais altos da Serra catarinense, ficando próximo dos 90 km/h nas áreas avermelhadas do mapa. Já nas áreas em laranja, a previsão é de ventos de até 75 km/h.

No Oeste, Meio-Oeste e Planalto Norte, eles devem atingir em torno dos 65 km/h. O fenômeno deve-se à passagem de um ciclone subtropical que se aproxima da costa sulista do Brasil. O risco associado às rajadas é alto nas áreas em alerta do Estado.

Recomendações para cuidados sob ventos fortes:

  • Busque por um local abrigado, longe de árvores, placas, postes de energia, e outros objetos que possam ser arremessados;
  • Proteja-se em local distante de janelas.

Ciclone continua trazendo riscos de ressacas

A costa catarinense segue em alerta para ocorrências de ressaca e mar grosso até esta sexta-feira (20), com intensificação na quarta (18) e quinta-feira (19). A maré de sizígia, provocada pela lua cheia, colabora para deixar o mar agitado e com ondas ainda maiores.

Morro das Pedras, na Grande Florianópolis, com atuação da ressaca marítima na manhã desta terça-feira (17) – Foto: Alexandre Vieira/Defesa Civil/Reprodução/NDMorro das Pedras, na Grande Florianópolis, com atuação da ressaca marítima na manhã desta terça-feira (17) – Foto: Alexandre Vieira/Defesa Civil/Reprodução/ND
Risco de ressaca é alto na costa catarinense – Foto: Defesa Civil/Divulgação/NDRisco de ressaca é alto na costa catarinense – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

No Litoral Sul e na Grande Florianópolis, as ondas são de direção sudoeste/sul, com altura de 2 a 3 metros, e picos de até 5 metros.

No Litoral Norte, são esperadas ondas de até 1,5 metros com picos de 2,5 metros. O risco é alto para ocorrências relacionadas à ressaca e mar agitado nas regiões em vermelho.

Por causa dos fenômenos, alagamentos costeiros associados à maré alta podem ocorrer entre hoje e quarta-feira, nos seguintes municípios:

Condições favoráveis para alagamentos costeiros nestes municípios catarinenses devido à combinação das marés astronômica e meteorológica - Defesa Civil/Divulgação/ND
1 2
Condições favoráveis para alagamentos costeiros nestes municípios catarinenses devido à combinação das marés astronômica e meteorológica - Defesa Civil/Divulgação/ND
Horários de picos da maré astronômica são mostrados acima - Defesa Civil/Divulgação/ND
2 2
Horários de picos da maré astronômica são mostrados acima - Defesa Civil/Divulgação/ND
+

Tempo

Loading...