Chuva dá “trégua” em Florianópolis, mas segue alerta de alagamentos nas próximas 24 horas

Segundo Defesa Civil, volume de chuva diminui, mas áreas "problemáticas" da Capital seguem com risco para alagamentos até sábado; desde quinta (21) foram registradas 20 ocorrências na cidade

A Defesa Civil de Florianópolis divulgou uma nova atualização sobre a situação das chuvas que caem na capital catarinense, e em todo o Estado, desde o início da semana.

Chuva persiste em Florianópolis – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/NDChuva persiste em Florianópolis – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/ND

Conforme Luiz Eduardo Machado, diretor do órgão em Florianópolis, as chuvas deram uma “trégua” durante a madrugada desta sexta-feira (22). No entanto, a previsão que o órgão tinha para o dia, que era entre 60 a 80 milímetros de chuva, acabou se configurando, principalmente no início da manhã.

“Foram registrados cerca de 50 milímetros principalmente nas regiões do Centro, Leste da Ilha, e também no Sul da Ilha”, afirma Machado.

Ainda persiste o risco de alagamento em regiões mais “problemáticas” da cidade como o Campeche e o Norte da Ilha, em especial a região dos Ingleses.

“A tendência é que dê uma melhorada na questão do volume de chuva, mas ainda persistem os riscos para as próximas 24 horas”, alerta o órgão.

Também seguem as condições relacionadas ao risco de deslizamento. “Voltamos a orientar a população que em caso de árvores e postes inclinados ou rachaduras em muros, deve-se procurar um lugar seguro e entrar em contato com a Defesa Civil”, alerta.

Ocorrências na Capital

Foram cerca de 20 ocorrências desde quinta-feira (21), em Florianópolis. A maioria, segundo o diretor, sem gravidade. “Deslizamentos pequenos, pontuais. Tivemos apenas aquele deslizamento mais grave na Lagoinha do Norte”, ponderou.

Deslizamento em Ponta das Canas, no Norte da Ilha, danificou o muro de uma pousada. – Foto: Ana Vaz/Divulgação/NDDeslizamento em Ponta das Canas, no Norte da Ilha, danificou o muro de uma pousada. – Foto: Ana Vaz/Divulgação/ND

A Defesa Civil segue em alerta para novos chamados. No início da tarde desta sexta, foram registrados alagamentos na Via Expressa Sul sentido centro. Há água sobre a via nas faixas 1 e 2.

Um poste de energia elétrica caído na Rodovia João Paulo em Florianópolis deixou o trânsito bloqueado no local, por volta das 9h desta sexta. Ele foi substituído por volta das 11h30 e o tráfego liberado.

Poste no local foi substituído – Foto: Divulgação/NDPoste no local foi substituído – Foto: Divulgação/ND

A queda ocorreu após um caminhão enroscar na fiação da estrutura, o que deixou 2362 imóveis do bairro sem luz.

A Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) enviou uma nota sobre a situação no local. A energia foi restabelecida às 12h17.

“A Celesc informa que, por volta das 9h desta sexta-feira, 22, um caminhão enroscou nos cabos de telecomunicações (TV, internet e telefone), derrubando um poste na Rodovia João Paulo, próximo ao número 478, em Florianópolis, e deixando 2.362 unidades consumidoras sem energia.

A Celesc restabeleceu grande parte do sistema com o remanejamento de carga e, às 9h50, apenas 362 unidades consumidoras permaneciam sem energia.

Por volta das 11h30, as equipes concluíram a substituição do poste danificado. O fornecimento foi completamente restabelecido às 12h17 e, em seguida, a rede foi liberada.”

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Tempo